O prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM), passou na manhã desta quinta-feira (28) por uma cirurgia no Hospital Marcelino Champagnat. Após exames na quarta-feira (27), foi detectada uma hérnia na parede do abdômen do prefeito. De acordo com nota publicada no site da prefeitura, a cirurgia conduzida pelo médico Marco Aurélio De George transcorreu sem nenhuma intercorrência e o procedimento teve êxito. “O prefeito está em boas condições de saúde e já em processo de recuperação”, diz a assessoria, em nota.

+Caçadores! Fora do hospital, o que será da vida dos primeiros quíntuplos do Paraná?

Greca não vai passar o mandato ao vice Eduardo Pimentel, apesar do boletim médico dizer que pacientes que passam por essa cirurgia ficam entre cinco e sete dias internados. Ele vai despachar do quarto do hospital enquanto estiver internado.

Esta é a terceira cirurgia a qual Greca é submetido desde que assumiu a prefeitura em 2017.  Há quase um ano, em dezembro de 2018, Greca ficou uma semana internado depois de cirurgia de emergência. Após uma indisposição alimentar, os médicos constataram a existência de uma hérnia umbilical estrangulada que prendia um pedaço do intestino delgado.

No fim da tarde, outra nota foi emitida pela prefeitura no fim da tarde, afirmando que Greca acordou logo após a cirurgia e que não tinha qualquer queixa. “O prefeito já está sentado em seu leito, conversando bastante, bem lúcido, e provavelmente ainda hoje seja iniciada uma dieta via oral”, disse o médico.

Em 2 de janeiro de 2017, logo apos assumir a prefeitura, Greca também precisou ser internado. Na época, o prefeito teve um problema pulmonar. Ele ficou alguns dias internado.

Caminhão desgovernado invade casa na RMC a acorda moradores no susto