Dentre as medidas anunciadas nesta quinta-feira (19) para o controle da pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura Municipal de Curitiba determinou o isolamento domiciliar de idosos com mais de 70 anos, considerado o pior grupo de risco para a Covid-19, uma vez que o risco de mortalidade é exponencialmente maior na população idosa e com comorbidades como diabetes e hipertensão.

VEJA TAMBÉM – Supermercados podem limitar compras para evitar estocagem por coronavírus

Pelo novo decreto, “fica sendo obrigatório o isolamento domiciliar de pessoas com 70 anos ou mais e proibida a visitação de idosos nas instituições de longa permanência. Para idosos que estejam enfermos poderá ser autorizada a presença de um acompanhante, de acordo com avaliação do responsável técnico da instituição”.

Apesar de ser uma determinação por decreto, a prefeitura de Curitiba ainda não previu nenhuma forma de fiscalização e, muito menos, punição a quem desrespeitar o isolamento domiciliar dos idosos. Segundo o diretor do Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde, Alcides Oliveira, neste primeiro momento, o decreto visa reforçar a orientação para que os idosos não tenham contato com outras pessoas.

LEIA MAIS – Paraná decreta estado de emergência e manda fechar shoppings

“Estamos pedindo para que cuidemos de nossos idosos. Para que parentes, amigos e vizinhos se engajem nesta rede de solidariedade, evitando que eles saiam de casa. Contamos com o engajamento do curitibano. Apenas se essa medida for insuficiente que pensaremos em determinações mais drásticas”, diz. “A doença é leve para 90% da população, mas pode ser muito grave entre os idosos. Um decreto assim serve para deixar ainda mais claro para as pessoas a importância desta medida”, acrescenta.

VEJA MAIS – Madalosso fecha pela 1ª vez em décadas por conta do coronavírus

Oliveira contou que o Centro de Operações de Emergência da prefeitura ainda não cogita suspender a validade dos cartões transporte que dão gratuidade no transporte coletivo a idosos, medida adotada por outros municípios como tentativa de conter a circulação deste público. “Não foi pensado nisso ainda. Temos responsabilidade individual. Qualquer medida mais drástica tem que ser comunicada ao conjunto da sociedade. De hoje para amanhã, não poderia fazer isso, temos respeito ao indivíduo”, comentou.

Como prevenir a contaminação por coronavírus

  • Lavar as mãos com frequência/ ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis, e depois lavar as mãos).

Baixe o guia de prevenção para compartilhar!

Imprima esse guia em PDF com informações sobre a prevenção do Coronavírus e outras doenças respiratórias virais: