Um homem de 64 anos é a vítima mais recente da covid-19 em Curitiba. Segundo informações do boletim diário da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba (SMS), divulgado nesta sexta-feira (22), ele tinha histórico de hipertensão, estava internado em estado grave e faleceu na quinta-feira (21). Conforme a atualização da SMS, além da 36ª morte, Curitiba também confirmou o registro de oito novos casos de novo coronavírus, elevando para 921 a soma de pessoas infectadas até esta data.

LEIA MAIS – Hospital de Curitiba inicia pesquisa com vermífugo Anitta no tratamento da covid-19

O informe também mostra que o número de pessoas que já superaram a doença também cresceu em comparação com o dia anterior, passando para 674 nesta sexta-feira. Na capital, ainda há 262 pessoas com suspeita da infecção por coronavírus e outros 1.930 casos já foram descartados.

Nas UTIs

Curitiba tem hoje 73 pacientes com diagnóstico confirmado de covid-19, internados em hospitais públicos e privados. Deles, 35 estão em unidades de terapia intensiva (UTI) e oito estão em estado mais grave, contando com o auxílio de ventilação mecânica para respirar.

LEIA AINDA – Já se vacinou contra o sarampo? Não é só a covid-19 que preocupa Curitiba. Vacine-se!

Segundo a SMS, a taxa de ocupação dos 227 leitos de UTIs SUS exclusivos para pacientes com sintomas ou que tenham testado positivo para novo coronavírus na cidade é de 44% nesta sexta-feira. Esses leitos de UTI fazem parte de um total de 237 previstos para pacientes da covid-19. 

Além das 36 mortes confirmadas desde o início da pandemia, Curitiba também investigou outros 241 óbitos: 240 foram descartados e um ainda aguarda o resultado dos exames.

Covid-19 em números

921 casos confirmados
674 recuperados
36 óbitos
1.930 casos descartados
262 casos em investigação

Regiões com mais casos na capital

Incidência e letalidade

Com os primeiros casos confirmados no dia 11 de março, Curitiba tem atualmente a menor taxa de incidência da infecção das dez capitais mais populosas do Brasil, como revela o levantamento feito pelo Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde, com dados do Ministério da Saúde. Na capital paranaense, há 454,7 casos confirmados de contaminação por novo coronavírus a cada um milhão de habitantes. A taxa nacional é de 1.292 casos. Em algumas capitais esse índice passa dos 6 mil. 

LEIA TAMBÉM – Máscara, álcool gel e isolamento derrubam registros de outras doenças em Curitiba

“É um recorte do momento atual, e ainda não estamos numa condição tão grave da pandemia, mas também é um cenário variável que pode mudar a qualquer momento, lembrando do inverno que virá pela frente”, afirma o diretor do Centro de Epidemiologia, Alcides Oliveira.

No painel estão as cidades de Fortaleza, Manaus, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Florianópolis, Goiânia, Porto Alegre, Belo Horizonte e Curitiba. E Fortaleza é a capital onde o vírus atinge proporcionalmente o maior número moradores, com 6.287 casos a cada milhão de habitantes da cidade.

O número de casos confirmados de covid em Curitiba sobe em média 4% ao dia, metade da média de crescimento nacional. “É exatamente isso que precisamos manter, esse crescimento lento”, ressalta o diretor.

Com a média de uma morte registrada a cada dois dias, a taxa de letalidade em decorrência da covid-19 em Curitiba está em 3,9%. No Brasil esse índice é de 6.6% e no Paraná, 5,2%. Essa incidência se baseia nos dados divulgados até a última quinta-feira (21).

Veja dados sobre o avanço da doença em Curitiba


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?


Coronavírus no Brasil