O governador Ratinho Junior assinou nesta terça-feira (24), no simbólico Dia do Rio, um decreto que institui um grupo de trabalho para agilizar a construção de um corredor ecológico com quatro novos parques e reservatórios de água ao longo do Rio Iguaçu na Região Metropolitana de Curitiba.

O objetivo do projeto é criar uma reserva hídrica alternativa para abastecimento dos cidadãos, mas também estruturas que darão segurança contra inundações. A ideia inclui, ainda, espaços para lazer, recreação, pesca, visitação e educação ambiental, além de ajudar a evitar invasões, loteamentos clandestinos e aterramento de cavas.

+ Não deixe de ler: Linha Verde tem novo trecho em obra para asfalto. Obra começa nesta quarta-feira

O grupo será composto por técnicos da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), da Sanepar e do Instituto Água e Terra (IAT). Também podem ser requisitados profissionais de outras áreas para ajudar nos projetos.

O principal objetivo do Grupo de Trabalho é a revisão do Plano Diretor da Área de Interesse Especial Regional do Iguaçu (AIERI), a fim de permitir a criação do Parque Ambiental do Itaqui, do Parque Ambiental de Piraquara, do Parque Natural do Iguaçu e do Parque Metropolitano do Iguaçu. Também está no escopo um corredor ecológico de 97 quilômetros ao longo do traçado do Rio Iguaçu.

+ Veja também: Mais um hospital particular deixa de receber pacientes com covid-19. Já são três em Curitiba

“O objetivo é preservar a riqueza do Rio Iguaçu e fazer a interligação das cavas já existentes para criação de alguns reservatórios lineares. Esse Grupo de Trabalho dará mais dinâmica a esse processo que já vinha sendo desenvolvido pela Comec e pela Sanepar”, afirmou o governador Ratinho Junior. “A ideia é integrar esforços e realizar todos os ajustes necessários para dar prosseguimento aos projetos”.

O projeto

Foto: Divulgação

A primeira etapa envolve a construção dos parques em si. O Parque Metropolitano do Iguaçu prevê um complexo de lagoas entre São José dos Pinhais e Curitiba. O Parque Ambiental do Itaqui também ficará na região, perto a Piraquara, com quatro grandes lagos.

O Parque Ambiental de Piraquara ficará próximo ao Contorno Leste, na divisa com Quatro Barras, e o Parque Natural do Iguaçu, em Araucária, ficará entre a Rodovia do Xisto e a PR-423. Serão impactados pelo projeto desses parques os municípios de Curitiba, São José dos Pinhais, Pinhais, Piraquara e Araucária.

+ Leia mais: Alto movimento na Ilha do Mel assusta nativos, que temem surto de coronavírus

Os projetos, contratados há alguns anos pela Comec, ainda passam por revisão.

A segunda etapa engloba a criação de reservatórios lineares de água para abastecimento. A proposta prevê intervenções em uma área total de 17 mil hectares, que abrangem as quatro barragens do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana. Haverá estruturação em 97 quilômetros lineares ao longo do traçado do Rio Iguaçu, conectando Quatro Barras a Porto Amazonas.

Foto: Rodrigo Félix Leal / AEN-PR

A previsão é que o volume de água reservada nesse sistema linear seja equivalente a até duas barragens do Iraí, que tem capacidade de armazenar 58 bilhões de litros de água. O projeto prevê, ainda, a implantação de jardins de infiltração (wetlands) que teriam a função de despoluir rios usando raízes de plantas.

No início do mês, o governador Ratinho Junior apresentou esse projeto ao ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, em Brasília. O governo federal poderá ajudar a viabilizar os recursos necessários para as obras. Essa é uma das estratégias de ataque direto contra a pior crise hídrica dos últimos 100 anos.