Curitiba ultrapassou nesta quarta-feira (20), a marca de 900 casos confirmados de novo coronavírus, com 23 novos resultados positivos e o total atualizado de 902 pessoas infectadas com a covid-19, desde o início da pandemia. Os dados são do boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba (SMS), divulgado nesta tarde. Ainda conforme as informações da SMS, a capital não registrou novas mortes provocadas pela doença nos últimos dois dias.

LEIA MAIS – Após decisão da Justiça, academias de Curitiba devem reabrir nos próximos dias

Segundo o boletim, o número de pessoas que superou a doença também aumentou em comparação ao dia anterior, elevando para 658 a soma dos pacientes recuperados na cidade. Ainda há em Curitiba, outras 232 pessoas com suspeita da infecção e 1.834 casos já foram descartados.

Leitos de UTI

Curitiba tem hoje 72 pacientes internados com diagnóstico confirmado de covid-19, 34 deles estão em unidades de terapia intensiva (UTI) e sete em estado mais grave, que contam com o auxílio de ventilação mecânica para respirar.

A taxa de ocupação dos 207 leitos de UTI SUS, exclusivos para coronavírus e casos suspeitos em Curitiba, é de 47% nesta quarta-feira. Esses leitos fazem parte de um total de 237 previstos para pacientes com sintoma ou que testaram positivo para doença. As unidades restantes, segundo a SMS, serão ativadas conforme a evolução dos casos.

Mortes confirmadas e suspeitas

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, além das 34 mortes confirmadas desde o dia 11 de março, outros 232 óbitos foram investigados: 229 foram descartados e outros três ainda aguardam o resultado dos exames.

BOLETIM SOBRE O CORONAVÍRUS ⚠

BOLETIM SOBRE O CORONAVÍRUS ⚠ Acompanhe ao vivo o boletim de informações sobre o coronavírus com a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak e a médica infectologista Marion Burger. Tradução em Libras por Sônia de Paula.

Posted by Prefeitura de Curitiba on Wednesday, May 20, 2020

Covid-19 em números

902 casos confirmados
658 recuperados
34 óbitos
1.834 casos descartados
232 casos em investigação

Coronavírus no Paraná

Com 136 novos casos e mais sete mortes, Paraná confirmou nesta quarta-feira (20) o registro de 2.616 casos e de 137 mortes por novo coronavírus. O elevado número de casos desta quarta-feira – o maior desde o início da pandemia – de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) está relacionado à consolidação de dados de exames realizados em datas anteriores e não significa que “que o aumento de casos tenha ocorrido nas últimas 24 horas”.

Segundo a Sesa, as sete pessoas que morreram são três mulheres e quatro homens, que estavam internados em hospitais de diferentes regiões do estado. Uma das mulheres residia em Tamarana, tinha 38 anos e faleceu no dia 17. A outra era de Apucarana, tinha 60 anos e faleceu no dia 16. A terceira vítima da doença do sexo feminino era uma idosa de 80 anos, de Londrina, que também faleceu no dia 17.

LEIA TAMBÉM – Paraná tem a menor taxa de crescimento da covid-19, diz estudo

Entre os homens, estão um morador de Sarandi, de 47 anos, que faleceu no dia 15, em Goiás e um paciente de Paraíso do Norte, de 69 anos, que veio a óbito no dia 19. Um idoso de 72 anos, de Francisco Beltrão, também não sobreviveu após contrair a covid-19 e faleceu no dia 19. A última vítima era um morador de Cascavel, de 86 anos, que morreu no dia 17.

Ainda segundo a atualização do boletim estadual, 191 cidades paranaenses têm ao menos uma pessoa contaminada com o Sars-CoV-2, sendo que em 51 há registro de óbito.

No Paraná, até esta quarta-feira, 20.044 casos já tinha sido descartados e outros 938 seguiam sob investigação. Ao todo, 1.608 pessoas são consideradas curadas da doença e já foram liberadas do isolamento pelas autoridades de saúde estaduais.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?


Casos no Brasil