A Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba realizou na sexta-feira (23), após 221 dias de pandemia, a última das lives com dados do boletim epidemiológico municipal e orientações sobre o novo coronavírus, com a participação da secretária de Saúde Márcia Huçulak e da médica infectologista Marion Burger. Na oportunidade, informaram que a cidade registrou mais 328 casos de coronavírus, totalizando 50.383 confirmações da doença desde o mês de março.

De acordo com a secretaria, as informações diárias sobre a pandemia em Curitiba ainda irão continuar, mas a partir da próxima semana, serão repassadas pelo setor de comunicação da prefeitura em formato de texto.

LEIA TAMBÉM – Restaurantes e coronavírus: veja lista de normas para uma refeição segura

“Nós vamos continuar prestando contas à sociedade, com nosso card diário, nós vamos ter na nossa página os nossos boletins, as informações e por meio também da nossa equipe de comunicação, estamos disponíveis. Chegamos no momento, em que acho que Curitiba nos permite [encerrar as lives]. A gente teve momentos de muita participação e muita contribuição, com perguntas que nos ajudaram a esclarecer a sociedade. E cada vez que alguém fazia uma pergunta, era sinal que a nossa mensagem precisava ser aprimorada. Então, muito obrigado a todos que nos acompanharam”, disse a secretária Márcia Huçulak.

Lives nas redes sociais

As lives com os boletins do coronavírus eram transmitidas desde o dia 16 de março pela página oficial da Prefeitura de Curitiba no Facebook. No dia 17 de agosto, as transmissões migraram para o canal da Secretaria Municipal de Saúde no YouTube, por conta da desativação temporária da página no Facebook, seguindo o que determina a legislação eleitoral.

LEIA AINDA – Tem limpado seu celular? Coronavírus pode viver perto de um mês na superfície da tela

Com o objetivo de informar a população sobre a covid-19 e como a doença estava atingindo a capital paranaense, as lives também eram fonte de informação oficial sobre a atualização do número de casos, mortes, recuperados após a infecção pelo coronavírus, entre outros dados divulgados. A palavra das autoridades de saúde também esclarecia fake news e comunicava decisões que impactaram a vida dos curitibanos: como as mudanças de bandeiras do protocolo sanitário de combate ao coronavírus e seus reflexos para população, comércio e prestadores de serviços de Curitiba.

VEJA MAIS – Casos de reinfecção por coronavírus são monitorados em Curitiba

A partir de agosto, já no YouTube, as live passaram a ser transmitidas duas vezes por semana e em setembro somente nas sextas-feiras. Na última apresentação, foi anunciada a manutenção da bandeira amarela por mais 14 dias na capital paranaense. Márcia Huçulak, na despedida, agradeceu a companhia das pessoas e reforçou que a pandemia não acabou.

VIU ESSA? Risco de covid-19 em banheiro público: médico sanitarista orienta como se prevenir

“Foram tantos dias de interação e vamos manter a informação com a sociedade. Muito obrigado a aqueles que acompanharam e não esqueçam do uso da máscara. Vamos continuar seguindo todas as medidas para conviver tantos casos que anunciamos, afirmou Márcia.