Uma nota da Conferência Nacional Dos Bispos Do Brasil (CNBB), emitida na terça-feira (10), dá destaque à difusão mundial do coronavírus, que teve cinco casos confirmados em Curitiba, e prevê medidas de prevenção durante as celebrações religiosas da igreja católica no Paraná. Na tarde desta quinta-feira (12), o arcebispo de Curitiba, Dom José Antônio Peruzzo, fez um pronunciamento sobre as orientações e recomendações nos ambientes das igrejas, ressaltando a responsabilidade de todos os fiéis em evitar as situações que possibilitam o contágio. As medidas deverão ser seguidas pelos padres das paróquias da capital e Região Metropolitana. O arcebispo informou que não há orientação para o cancelamento de missas.

LEIA MAIS – “Não é pra ter pânico”, diz secretário de Saúde após confirmação do coronavírus no PR

Segundo Dom Peruzzo, os principais pedidos da CNBB às comunidades é para que seja evitado o aperto de mãos durante a acolhida aos fiéis, não sejam dadas as mãos durante a oração do Pai Nosso, nem o abraço da paz, e para que a distribuição da comunhão seja dada, exclusivamente, na mão das pessoas.

Foto: Patryck Madeira/Arquidiocese de Curitiba

As igrejas e templos religiosos de todo o Brasil já haviam sido alertadas para as práticas em seus cultos após a confirmação do primeiro caso de coronavírus em São Paulo, no dia 25 de fevereiro.

A CNBB ainda acrescenta as medidas preventivas das autoridades sanitárias, como higienizar as mãos, muitas vezes, com água e sabão ou álcool em gel; utilizar lenço descartável para higiene nasal; proteger com lenços (preferencialmente descartáveis) a boca e o nariz ao tossir ou espirrar, entre outras.

“O pânico nunca oferece bons conselhos. O grande caminho é seguir as orientações das autoridades sanitárias e dos especialistas, que estão a repetir que o melhor caminho é a prevenção”, disse o arcebispo, que também ressaltou que os cuidados com a Dengue não podem ser esquecidos. “Quantos já se foram? Todos nós sabemos dos cuidados muito simples que precisamos ter com os nossos quintais, mas por muitas vezes há descuidos”, complementou.

LEIA TAMBÉM – Lavar as mãos é mais eficiente que álcool gel para prevenir coronavírus e outras doenças

Ainda de acordo com Peruzzo, missas não deverão ser canceladas. “Não é hora para cancelamentos de compromissos comunitários. Mas é hora de cada um, sem temores, sem pânico, frequentar com toda a tranquilidade [as missas], porém sendo cuidadoso”, finalizou o arcebispo.

Proteja-se!

Como prevenir a contaminação por coronavírus

  • Lavar as mãos com frequência/ ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis, e depois lavar as mãos).

Baixe o guia de prevenção para compartilhar!

Imprima esse guia em PDF com informações sobre a prevenção do Coronavírus e outras doenças respiratórias virais: