Pela terceira noite consecutiva neste carnaval, o Largo da Ordem, na região central de Curitiba, virou cenário de guerra. De um lado, centenas de jovens arremessando pedras e garrafas, e do outro lado, Guardas Municipais de Curitiba usando balas de borracha para proteger o patrimônio público e privado. Como saldo, seis pessoas saíram feridas, entre elas, dois cinegrafistas de televisão. Lojas também tiveram portas arrebentadas, muros pichados e até uma agência bancária teve os vidros quebrados pelos vândalos.

LEIA MAIS “Foi um caos”, relata comerciante após confusão no Largo da Ordem na madrugada

A confusão teria iniciado por volta de 22h45 de segunda-feira (25), quando uma garrafa foi arremessada em direção a uma viatura policial. Em resposta ao ataque, agentes se protegeram usando escudos. No entanto, os jovens seguiram atacando os policiais que revidaram com balas de borracha e cassetete para dispersar o público. Com o clima de terror e muitas pessoas correndo sem destino, o desespero tomou conta até mesmo dos motoristas que passavam pelo Centro.

Confronto

A Guarda Municipal confirmou que fez disparos de balas de borracha conforme os padrões de utilização. O inspetor Carlos Celso dos Santos Junior, em entrevista à RPC, reforçou que a orientação aos agentes é evitar o confronto.

“Eles estavam com equipamentos corretos para fazer frente aos baderneiros. Não queremos nunca fazer a duelo homem a homem. O que está acontecendo que as pessoas de má índole jogam garrafas e é preciso fazer a intervenção”, relatou o inspetor.

Busca pelos responsáveis

A Polícia Militar (PM) auxiliou a Guarda Municipal nas últimas noites no Largo da Ordem. O efetivo foi de 150 PMs, número utilizado em eventos de grande porte, como por exemplo, em clássicos de futebol na cidade. Na entrevista à RPC, o coronel da PM Hudson Leôncio Teixeira comentou que as forças de segurança estão atentas ao movimento e que nos próximos dias, os possíveis organizadores destes eventos não oficiais de Curitiba poderão ser presos.

LEIA TAMBÉM Carnaval é o feriado que mais atrai turistas para Curitiba

“A PM fez patrulhamentos para abordar as pessoas e quem tiver informações que nos avise. A Polícia Civil está procurando as lideranças com imagens de câmeras de segurança”, ressaltou o Coronel.

Mais policiais

Para a noite desta terça-feira (25), a estratégia de segurança para o setor histórico de Curitiba será semelhante a da adotada noite de segunda. Viaturas da Polícia Militar estarão em lugares estratégicos como as esquinas das ruas, enquanto os guardas municipais estarão rondando as praças do Centro.  

Segundo dados da PM, desde o dia 21 de fevereiro (sexta-feira), nove pessoas foram encaminhadas para a delegacia. Dois menores apreendidos e sete adultos presos em flagrante, cinco por tráfico de drogas e dois por furto.