enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

Sonhos destruídos

Clientes levam golpe de R$ 300 mil de agência turismo e ficam a ‘ver navios’

  • Por Maria Luiza Piccoli
Foto ilustrativa: Freepik

Trezentos mil reais. Esse é o valor aproximado desviado por uma agência de turismo de pelo menos 80 pessoas que caíram no “conto do vigário” em Curitiba e Região Metropolitana (RMC). Lesados e impedidos de viajar, os clientes agora procuram na justiça uma solução para o problema que veio à tona há alguns dias quando, às vésperas da viagem, foram avisados pelo proprietário da empresa que, por questões financeiras, o roteiro que haviam planejado há mais de um ano não poderia ser realizado. Desde então a agência, que tem sede em São José dos Pinhais, fechou as portas e parou de atender ligações, deixando os fregueses a ver navios.

+ Leia mais: Homem teve ajuda pra esconder corpo de mulher morta cuja ossada foi encontrada nesta quarta

Tadeu Grzelkovski, 68, é um deles. O aposentado, que há mais de um ano decidiu viajar com a esposa para a Terra Santa, contratou dois pacotes com a agência Fidei Turismo, em setembro do ano passado. Somados, os valores das viagens ultrapassaram os R$30 mil que foram pagos à vista. Segundo Tadeu, no mesmo plano de viagem estavam outros clientes, incluindo parentes seus e até mesmo o padre da paróquia frequentada pela família, no município da Lapa.

“Desde que decidimos viajar começamos a guardar dinheiro. O itinerário previa uma peregrinação pelos caminhos de Jesus. Era uma viagem de cunho religioso e tínhamos grande expectativa nesse passeio”, afirmou. Entre os contratantes, moradores dos estados de São Paulo, Brasília e Santa Catarina também haviam negociado com a empresa e viajariam no mesmo grupo de Tadeu.

+ Leia também: Em fuga ‘alucinada’, homem troca tiros com a polícia, atropela jovem e rouba carro

Malas prontas, às vésperas da viagem – programada para o domingo de Finados – uma ligação deixou perplexo o aposentado. “Um funcionário ligou dizendo que a empresa havia feito algumas demissões e que, por conta disso, a viagem não poderia mais acontecer. Não nos deram mais detalhes e não explicaram o que estava acontecendo de fato. Alguns dias depois, o proprietário da agência ligou confirmando a situação. Ele ainda enfatizou que o dinheiro não seria devolvido porque a empresa estava falindo”, disse.

Denúncia à polícia

Indignado, o aposentado se juntou a outras vítimas do suposto golpe e procurou o advogado Diego Timbirussu Ribas, que na manhã desta quinta-feira (08), compareceu à delegacia de São José dos Pinhais, onde solicitou abertura de inquérito policial referente ao caso.

“A Fidei Turismo já se posicionou afirmando que não deve ressarcir o dinheiro dos clientes por conta da falência. Vamos pleitear abertura de inquérito policial, mas a possibilidade de ingresso com ação indenizatória também não é descartada”, ressaltou. Segundo o advogado, a má-fé estaria caracterizada pelo fato de os sócios da agência terem consciência de que a empresa ia “de mal a pior” e, mesmo assim, terem induzido os clientes a erro, fazendo-os pagarem por viagens que jamais aconteceriam.

A Tribuna do Paraná tentou contato com a Fidei Turismo bem como com o proprietário da agência, identificado como Geovan Cuba, porém, até o fechamento dessa reportagem, nossas ligações não foram atendidas.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Edison Brittes dá detalhes dos momentos que antecederam a morte de jogador

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

7 Comentários em "Clientes levam golpe de R$ 300 mil de agência turismo e ficam a ‘ver navios’"


CIC CIC
CIC CIC
12 dias 6 horas atrás

primeiro de tudo numa compra seja pela internet ou por um profissional, veja onde ele esta comprando, atras de uma agencia tem uma operadora de renome… ligue na Cia aérea, no hotel e veja se esta tudo certo e pago é simples.. peça seus documentos com antecedência e confira.

Tiago Ribas
Tiago Ribas
12 dias 15 horas atrás

Com tanta facilidade da internet e informações, não vejo motivo buscar uma operadora para intermediar algo que você mesmo pode fazer.

Flavio Steiner
Flavio Steiner
12 dias 6 horas atrás

Verdade. Foi-se o tempo de recorrer a agências. Você pode montar sua viagem diretamente nos sites de empresas aéreas, hotéis e passeios. Sai mais barato e não tem correrias. E é muito mais seguro.

CIC CIC
CIC CIC
12 dias 6 horas atrás

comprar na internet hoje além de deixar seus dados que e não e nada seguro, corre o risco de comprar e não ter o hotel e a passagem comprada…e só ver o site reclame aqui…os campeões de reclamação… e só comprar e conferir onde foi comprado mesmo…

Aldemir
Aldemir
12 dias 19 horas atrás

Ta complicado viver em São Jose dos Pinhais……quer viajar leva calote, quer ir em uma festa na casa da vizinha o pai dela te mata…..

Flavio Steiner
Flavio Steiner
12 dias 6 horas atrás

Maldade…rsrsrsrs

daniel carvalho
daniel carvalho
12 dias 20 horas atrás

A empresa deveria mudar o nome de Fidei Turismo para Fuddeu Turismo

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas