Brasília ? A Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga a utilização das casas de bingo na lavagem de dinheiro e o envolvimento desse jogo com o crime organizado aprovou hoje requerimento pedindo ao Banco Central a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico, referentes aos últimos cinco anos, do ex-assessor da Casa Civil da Presidência da República Waldomiro Diniz.

A data do depoimento de Diniz à comissão ainda não foi marcada. O presidente da comissão, Efraim Morais (PFL/PB), e o relator, Garibaldi Alves (PMDB/RN), esperam fazê-lo depois que tomarem outros depoimentos e de terem em seu poder os principais documentos que vão ser analisados. O requerimento para a convocação do ex-assessor já está aprovado pela comissão.