A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou uma autorização para que o Tesouro Nacional obtenha empréstimo de US$ 572 milhões (R$ 1,6 bilhão) do Banco Mundial (Bird) com o objetivo de aplicar no programa Bolsa Família. Embora esteja vinculado ao projeto, o empréstimo funcionará como livre reembolso do Bird às despesas feitas pelo governo brasileiro e poderá ser aplicado em qualquer setor (modalidade swap). O reembolso ocorrerá de janeiro de 2005 a dezembro de 2006 e o pagamento será feito em 24 parcelas semestrais, entre novembro de 2009 e maio de 2021.