Imagens de uma câmera de segurança da concessionária CCR, que administra o Rodoanel de São Paulo, mostram o exato momento da queda do helicóptero que matou o jornalista Ricardo Boechat e o piloto Ronaldo Quatrucci, na segunda-feira (11). O vídeo foi divulgado nesta terça-feira (12) pela Polícia Civil, que investiga as causas do acidente.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

As imagens mostram que a queda do helicóptero foi rápida. No vídeo, a aeronave aparece no alto à direita do quadro, e depois ele cai em direção ao canto de baixo esquerdo, onde passa o caminhão com o qual a aeronave se chocou (o vídeo, contudo, não mostra essa colisão). Confira as imagens:

Segundo o delegado Luís Roberto Hellmeister, titular da 46.ª Delegacia de Polícia (Perus), responsável pela investigação, o caminhão teria colidido com o helicóptero enquanto estava a cerca de 45 km/h, a cerca de 100 metros da cabine de pedágio pela qual havia acabado e passar. “Se não houvesse um caminhão ali, talvez fosse possível [o piloto] ter feito um pouso forçado”, disse Hellmeister.

+Leia também: Pedágios da BR-376 e BR-116 podem subir 25% com mudanças em contrato de concessão

Antes de sumir entre os viadutos, a aeronave fez uma manobra no ar, mostrando que estava sem controle, e sumiu entre os viadutos. O delegado descarta que tenha ocorrido queda livre.

O delegado diz que não é possível saber se Boechat se atirou do helicóptero antes da queda, conforme chegou a ser relatado por uma testemunha. Mas ele disse que considera “muito difícil” que isso tenha ocorrido por causa da dinâmica dos fatos. As câmeras da CCR não captaram esse momento.

A Polícia Civil ouviu, até o início da tarde desta terça (12), duas testemunhas – o motorista do caminhão que colidiu com o helicóptero e uma mulher que testemunhou o acidente. Investigadores estão em busca de novas testemunhas.

Boechat, com lágrimas