Londres – A revista britânica The Economist desta semana traz uma reportagem sobre a polêmica decisão do governo brasileiro de criar uma reserva indígena em Roraima, na fronteira com a Guiana e a Venezuela. A reportagem diz que a reserva dividiu “completamente” o Estado, uma situação que lembra muito mais a antiga Iugoslávia do que o Brasil, segundo a revista. “Boa Vista tem um clima etnicamente carregado, mais característico dos Bálcãs do que do Brasil”, afirma a reportagem, cujo título é “As guerras indígenas da Amazônia”. “As pessoas amam ou odeiam os índios. Não tem meio termo”, afirmou à revista Ana Paula Souto Maior, advogada pró-índios.