Rio – O aumento de quase 70% dos casos de conjuntivite viral registrados no Rio, entre o fim de fevereiro e o início de março, foi o suficiente para o secretário municipal de Saúde, Ronaldo Cezar Coelho, determinar à rede municipal de saúde a notificação compulsória da doença. Com isso espera detectar, até a semana que vem, se há um surto no Rio. “Foram 279 casos notificados espontaneamente no fim de fevereiro e 471 na primeira semana de março. A conjuntivite viral é um problema comum, mas a intensidade registrada nos chamou a atenção. Lançamos o sinal amarelo, pois a minha responsabilidade é prevenir a população”, disse o secretário, que ontem visitou a emergência do Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro.