A capital pernambucana parou nesta sexta-feira, 17, devido às fortes chuvas que caíram na cidade. Em um período de nove horas – das 4h às 13h – choveu 142 milímetros, o que representa 45% da média prevista para todo o mês de maio, que é de 318 milímetros.

Foi um dia de caos. Alagamentos impediram o fluxo de veículos em todas as áreas de Recife provocando extensos congestionamentos. Escolas e universidades suspenderam as aulas, o Tribunal Regional Eleitoral suspendeu os serviços, áreas ficaram ilhadas.

A Prefeitura registrou 177 ocorrências – entre elas deslizamento de morros e queda de árvores. Barracos situados às margens do rio Tejipió, na zona oeste, foram derrubados pela água e os moradores de áreas próximas tiveram suas casas inundadas. A coordenadoria municipal de defesa civil (Codecir) orientou a população a não sair de casa.