A Iveco, segunda maior fabricante de ônibus na Europa, acaba de anunciar sua entrada nesse segmento no Brasil e em outros países da América Latina. Os veículos para o transporte de passageiros serão produzidos na unidade da empresa em Sete Lagoas (MG) e foram apresentados na FetransRio, realizada entre os dias 3 e 5 de outubro, no Rio de Janeiro. Até agora, a marca Iveco no segmento de ônibus só está presente no Brasil no mercado de 7 toneladas com uma versão escolar do modelo CityClass. Desde 2009 foram entregues 4 mil unidades para o Programa Caminho da Escola, do governo federal.

Marco Mazzu, presidente da Iveco para a América Latina, contou que a montadora vai vender no Brasil o novo modelo CityClass nas versões escolar, fretamento e turismo/executivo e o S170, primeiro chassi-ônibus da marca com motor dianteiro. O CityClass começa a ser vendido em novembro e vai custar de R$ 145 mil a R$ 200 mil. Mudanças na plataforma atual credenciaram o modelo a disputar também o segmento dos micro-ônibus de até 8 toneladas, além do de 7 toneladas. Juntos, os dois segmentos representam 47% do total do mercado de micro-ônibus no Brasil, cujas vendas alcançaram 9.200 unidades no ano passado.

O CityClass teve a frente toda remodelada. Por dentro, o painel está bem parecido com o de um veículo de passeio e comporta até a alavanca de troca de marchas (são seis). Computador de bordo, imobilizador, tacógrafo e piloto automático são de série. O motor é o FPT F1C Dual Stage Euro 5 common rail de 3.0 litros, de 170 cavalos. Graças à tecnologia EGR (Recirculação dos Gases de Escape), o veículo é o único do seu segmento que dispensa o uso do Arla 32, o reagente usado quando o sistema adotado é o de Redução Catalítica Seletiva (SCR).

O Iveco CityClass escolar tem capacidade para transportar 36 passageiros. O modelo para fretamento leva 25 pessoas e o destinado a turismo/executivo, 19 pessoas. Esse último tem poltronas reclináveis e mais espaço entre os bancos.

Outra novidade da Iveco na FetransRio foi o Projeto S170. Marcello Motta, diretor da Plataforma de Pesados e Ônibus da Iveco, diz que o início das vendas está previsto para o segundo trimestre de 2013 e ainda não há preços definidos. Com esse ônibus, completa ele, a empresa passa a atuar no segmento de veículos pesados de passageiros com motor frontal, o mais importante do mercado brasileiro e que representa 50% das vendas de ônibus no país. Ele é equipado com a nova versão do motor FPT NEF6 ID de 6.7 litros, de 280 cavalos.

Os testes começaram em 2006 com 50 veículos montados sobre chassis produzidos na fábrica de Córdoba, na Argentina. Eles rodaram mais de 10 milhões de quilômetros em mercados regionais, como o de Porto Alegre (RS) e de Recife (PE). Como eram necessárias algumas adaptações para que o chassi fosse usado no Brasil, o Centro de Desenvolvimento de Produto da Iveco em Sete Lagoas desenvolveu o S170, que será comercializado em duas configurações: urbano e fretamento/intermunicipal.

* A jornalista viajou a convite da Iveco.

Divulgação/Iveco