A compra de um carro usado vem sempre acompanhada da preocupação em não ter dor de cabeça com problemas futuros, afinal se a compra for em lojas especializadas a garantia não passa de 90 dias, e geralmente, só para motor e câmbio. Dentro desse prazo o Código de Defesa do Consumidor, em seu artigo 26, prevê ainda cobertura para qualquer peça do veículo. E a revenda (concessionária ou loja independente) precisa solucionar o problema em até 30 dias após a reclamação do cliente.

Caso contrário, o consumidor tem direito de pedir a troca do veículo por outro do mesmo modelo, o dinheiro de volta com as devidas correções, além de abater os valores gastos no preço total do veículo. A lei só protege as negociações feitas em estabelecimentos comerciais, não amparando as aquisições de compra e venda particulares (pessoa física).

+ Leia mais: Filme sobre Alex é prestigiado por torcida do Coritiba no Couto

Uma alternativa para evitar aborrecimentos após a compra do usado é optar por lojas e concessionárias que tenham parceria com empresas de gestão de garantia. Assim, é possível estender o prazo de cobertura além do definido pelo código do consumidor.

É o caso da Gestauto Brasil, pioneira em garantia mecânica no país. A empresa, com sede em Curitiba, oferece a gestão de pós-venda de até um ano, com pacotes que podem cobrir só motor e câmbio ou uma relação com mais de 100 itens. Segundo Felipe Muraski, diretor da Gestauto Brasil, 40% dos problemas atendidos pela prestadora de serviço para carros usados ocorrem fora dos 90 dias cobertos pela legislação. A empresa atende veículos com até 8 anos de uso ou 180 mil quilômetros rodados.

Para o empresário, a modalidade garantia estendida diminui a desconfiança do cliente em relação ao histórico e manutenção do automóvel. “O consumidor sabe que se der algum problema, ele tem a garantia”, salienta.

+ Veja também: Homem engata 1ª ao invés da ré e atropela e prensa o próprio irmão em Curitiba

Após contratar a garantia estendida, o cliente deve respeitar somente um critério para não perder a cobertura: a troca de óleo e filtro a cada 7 mil km ou a cada 6 meses. “A garantia é contratual e a Gestauto toma por base itens cobertos e não cobertos no manual. São de 30 a 100 componentes (dependendo do plano escolhido). Quanto maior a proteção, maior poderá ser a redução nos gastos com reparo”, ressalta Muraski.

A Gestauto Brasil possui 700 clientes entre lojas multimarcas e concessionárias e mais de 60 mil garantias ativadas.