Ousadas e transgressoras, às vezes, bizarras, as estrelas da música adoram chamar a atenção e rendem cenas divertidas no tapete vermelho – arriscando-se mil vezes mais do que as atrizes. Uma das primeiras a chegar ao Grammy Awards 2015 na noite de domingo, 8, Madonna mostrou que não cansa de ser Madonna (ainda bem!). A popstar estava de Givenchy, com corset bordado, botas estilo mulher gato acima dos joelhos e casquete e véu sobre os olhos. Tudo para criar um visual meio cabaré, meio dominatrix. Entre um clique e outro, ela foi arrumar o vestido e levantou a saia. Mas não conseguiu chocar ninguém. Até porque corpo à mostra foi uma unanimidade entre as mulheres.

Lady Gaga não se preocupou em balancear nada e pesou tanto no decote quanto na fenda do modelo de Brandon Maxwell. Nicki Minaj, de Tom Ford, idem. Beyoncé, também de decotão, preferiu fazer o jogo do mostra esconde e optou por um vestido vazado, bordado e de mangas compridas da marca Proenza Schouler. Com os fios longos e soltos, a cantora não tirou o foco da noite: os 8 prêmios aos quais concorria. Rihanna, ao contrário, sempre disposta a causar, cruzou o red carpet com um look Giambattista Valli, pink com muitas, muitas camadas de tule. “Vi esse vestido na internet e me apaixonei por ele”, explicou.

Em termos de equilíbrio, Taylor Swift foi a campeã e mostrou as pernas em um vestido cujas saias tinham versão míni na frente e longa ao redor da cintura – obra de Elie Saab, um dos reis do tapete vermelho, Zuhair Murad desenhou o modelo usado por Katy Perry.” Eu queria brilhar como diamante”, disse. E quem não quer?

Like a Virgin

Aos 56 anos, Madonna continua ousada como nos tempos de ‘Like a Virgin’. A cantora chegou à cerimônia do Grammy trajando um curto vestido da grife Givenchy, e fez a alegria dos fotógrafos ao arrumar a parte de trás da roupa, fazendo aparecer sua calcinha.

Ela é uma das estrelas do pop que se apresentou na cerimônia do Grammy. Neste mês, seu novo álbum, Rebel Heart, vazou integralmente. Kanye West, Avicii, Ryan Tedder, Nas, Diplo e até mesmo o boxeador Mike Tyson estão entre os colaboradores que participaram do novo álbum, que foi gravado em estúdios de Nova York, Los Angeles e Londres.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.