São Paulo – Para os fãs de música eletrônica não há noite melhor que a de sextas-feiras em São Paulo. Dois dos principais clubes da cidade adotaram este dia para apresentar suas atrações internacionais. Uma competição interessante entre o Lov.e e o D-Edge faz a alegria de clubbers paulistanos que podem escolher, praticamente toda semana, a qual DJ ?gringo? vão assistir.

Mais uma vez nomes de grande destaque na Europa e nos Estados Unidos assumem as picapes do D-Edge às sextas-feiras. Primeiro chegou, nesta sexta-feira, o finlandês Kiki. Depois será a vez do cultuado Mark Farina mostrar seu som.

Kiki começou sua carreira como DJ ainda no colegial de Helsinque, tocando hip-hop. Mas a coisa ainda não havia saído da brincadeira e ele se formou em arquitetura. Em 1996, foi tentar a vida em Berlim e começou a freqüentar o clube Tresor, lendária casa da capital alemã. Daí para virar DJ profissional foi rápido. Ele toca tech-house, mas seu som passeia por diversos outros estilos. Sua fama vem também de samplers divertidos que insere nas apresentações.

Na próxima sexta (3/6) o tocador de discos será o americano Mark Farina. Sua formação musical se deu em Chicago e portanto o moço entende da verdadeira house music. Mas sua música não se resume a isso.