Quem acompanha o reality show culinário Masterchef, da Band, já deve ter percebido que, nesta temporada, há um curitibano na competição. Mas quem é ele, afinal? Eduardo Richard, de 31 anos, é advogado e foi um dos 19 selecionados dentre os 44 concorrentes que disputaram um dos aventais na fase televisionada do programa. Antes disso, disputou com mais de 30 mil pessoas que enviaram vídeos e passaram por seletivas para ingressar no reality show.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Para isso, ele se afastou do escritório onde trabalhava e está se dedicando integralmente ao programa. “Não sou desiludido com o Direito, mas gosto de cozinhar”, resume. A ousadia deu certo, e Eduardo já está se destacando nas primeiras exibições do Masterchef 2019. O amor à cozinha veio das influências de seu pai. “Ele sempre cozinhou muito em casa, assistia programas de televisão e comprava livros de culinária. E eu estava sempre ajudando ele, mexendo a panela e cortando as coisas”, diz.

Por coincidência, a prova técnica que lhe credenciou a disputar o avental foi justamente fazer o mise en place de diferentes tipos de legumes, exigindo agilidade e conhecimento. Depois, Eduardo conquistou os jurados Paola Carosella, Érick Jacquin e Henrique Fogaça com um tempurá de camarão. De acordo com ele, o Masterchef apareceu em um ótimo momento profissional. “Tenho vontade de ter um negócio relacionado com a comida. O programa me traz visibilidade e a possibilidade de ganhar um prêmio em dinheiro, o que pode facilitar um empreendimento na área de gastronomia, uma das coisas que mais gosto na vida”, diz.

Eduardo ainda conta que sempre pensou em trabalhar como chef. “Pensei em trabalhar com gastronomia, mas, na época, não havia esse curso superior em Curitiba. Como queria um diploma, optei pelo Direito e fui ser advogado”, completa. Anos mais tarde, o incentivo para participar do reality veio da própria família. “Minha esposa me incentivou a me inscrever. Tentei no ano passado, mas mandei o vídeo na última semana. Neste ano, fiz com um pouco mais de antecedência”, relata.

“A mandioca some”? Entenda a zoada de Louro José em cima de Ana Maria Braga