Lívia Lemos: ?Sou viciada em
adrenalina. Acho que a gente
assusta os homens?.

Antes de virar apresentadora do Zona de Impacto, do Sportv, o esporte mais radical que a niteroiense Lívia Lemos já havia praticado era o handebol nos tempos do colégio. Hoje, aos 20 anos, ela já pode se considerar uma especialista nas mais diferentes modalidades: de asa-delta a bungee jump, de surfe a wakeboard. “Mas o meu favorito é o pára-quedas. Meu último salto foi em Búzios. Tive até vontade de chorar, de tão bom que foi”, exagera. Atualmente, a caçula entre as apresentadoras do Sportv divide o comando do Rolé com outra beldade, a gaúcha Luize Altenhofen. Juntas, as duas fazem as maiores peripécias pelos mais belos cartões postais do Brasil. “Sou viciada em adrenalina. Para relaxar é ótimo”, brinca.

Este mês, Lívia Lemos completa três anos de Sportv. A moça ganhou espaço no Zona de Impacto depois de participar da gincana esportiva do canal, “Jogos da Verdade”. Na ocasião, Lívia trabalhava como garçonete de um restaurante em Búzios, onde morava com a mãe e o irmão. Logo, os diretores do Sportv resolveram convidá-la para fazer testes. Animados com o resultado, providenciaram um curso de um ano que incluía impostação de voz, expressão corporal, aulas de fonoaudiologia… “Quando soube que apresentaria o Zona de Impacto, entrei em pânico: ?Meu Deus, será que vou ter de fazer aqueles esportes malucos??”, indagou, aflita.

No início, Lívia limitava-se a gravar chamadas no aconchego de um estúdio de tevê. Mas logo foi convocada para acompanhar Luize em suas estripulias pelo Brasil. Dos muitos lugares paradisíacos que visitou, elege Fernando de Noronha e a Chapada Diamantina como os seus favoritos. Mas Lívia não estava viajando a passeio. Em pouco tempo, começou a experimentar o lado mais taquicárdico de sua profissão. “O que me deu mais adrenalina foi saltar de bungee jump. Dá medo, mas não amarelei, não, viu? Eu saltei…”, garante.

Se depender do lançamento da revista Playboy, nas bancas desde a última terça-feira, Lívia deve virar alvo de muitas cantadas. Apesar da relutância inicial, ela resolveu aceitar o convite para posar como veio ao mundo em uma paradisíaca praia do Nordeste por incentivo da própria Luize Altenhofen, que ilustrou a capa e o recheio da revista em janeiro de 2001. “Faz, Lívia, o trabalho é legal e o retorno, também”, argumentou a amiga. Além do cachê de R$ 150 mil, Lívia tem direito também a um percentual de acordo com o número de revistas vendidas.