Louvada e consagrada como uma das vilãs que o Brasil amou odiar, Carmen Lúcia (Adriana Esteves), ou simplesmente Carminha, está de volta a partir de hoje, nas tardes do Vale a Pena Ver de Novo. Com tiradas inesquecíveis e capaz de qualquer coisa para atingir seus objetivos, a personagem criada por João Emanuel Carneiro para Avenida Brasil (2012) arma, dissimula e manipula todos a sua volta.

+Leia também: Paolla Oliveira entra no clima do Carnaval e publica foto como rainha de bateria; veja!

De origem humilde, Carminha casa com Genésio (Tony Ramos), pai de Rita (Mel Maia/Débora Falabella), que acaba atropelado pelo famoso jogador de futebol Tufão (Murilo Benício). Com a ajuda de seu amante, Max (Marcelo Novaes), ela fica com a herança de Genésio, abandona a enteada em um lixão, e ainda consegue se casar com o rico jogador de futebol.

Anos mais tarde, a estabilidade e o mundo de mentiras de Carminha começa a ruir quando a enteada Rita, em busca de justiça, adota nome falso e se infiltra na casa da madrasta para desmascará-la de fazê-la pagar por sua maldade. Sete anos depois da primeira exibição de Avenida Brasil, Adriana Esteves fala sobre Carminha e a importância da personagem para sua carreira.

+Leia também: Apresentadora do Fofocalizando é demitida e puxa fila de desligamentos no SBT

Vilã marcante

Foto: Divulgação/TV Globo
Foto: Divulgação/TV Globo

“Carminha foi, sem dúvida, uma personagem absolutamente marcante. Ter recebido a missão de encarar esta personagem foi um presente e tanto de João Emanuel Carneiro, autor da novela, e da direção da Globo.  Não consigo dizer qual cena pode ter sido mais difícil. Todas exigiam muita dedicação, mas ao mesmo tempo, todas eram extremamente coerentes e inspiradoras. Avenida Brasil foi uma novela que arrancou de todos os envolvidos o melhor e mais criativo”, avalia Adriana.

A atriz ainda completa: “Carminha nunca sairá de mim. Tenho verdadeira paixão por este trabalho. Esta novela me trouxe muitas alegrias. Muitas, muitas mesmo. Em primeiro lugar, grandes parceiros que se tornaram enormes amigos. Conheci pessoas com quem vou querer trabalhar junto para sempre. Me trouxe também reconhecimento internacional e lindos convites para cinema e séries. Fora uma enorme realização profissional”.

+Leia também: Conheça Tony Gordon, que levou Michel Teló ao pentacampeonato no ‘The Voice Brasil’

Mocinha vingativa

Foto: Divulgação/TV Globo
Foto: Divulgação/TV Globo

A novela, entretanto, não foi marcante só para Adriana, mas também para Débora Falabella, a mocinha vingativa da trama. Para a atriz, a sequência que nunca sairá de sua memória é aquela que ela chama de “virada da novela”.  “É quando a Nina realmente se mostra, diz quem ela é para a Carminha e passa alguns dias na casa dela, quase  exercendo seu plano de justiça. Éramos só eu e Adriana naquele casarão. Essa sequência foi para mim também a mais difícil, porque levou a personagem para um outro lugar”, relembra.

“Não tem como a vida não mudar depois de ter feito parte de uma novela que foi um fenômeno. Me atingiu especialmente no sentido de entender a força e o poder de uma novela. Fora as relações que criei, tudo o que aprendi com um elenco tão incrível e com essa personagem tão rica”, conclui Débora.

Com estreia dia 15, ‘Masterchef – A Revanche’ terá participação de chef curitibano