O Vitória deu, neste sábado, mais um passo importante na briga para voltar à elite do futebol brasileiro e, de quebra, eliminou um concorrente. Com o apoio de mais de 27 mil torcedores, o time baiano bateu o Criciúma, por 3 a 1, nesta tarde no Barradão, em Salvador, pela 36.ª rodada da competição, e se aproximou ainda mais da disputa direta por uma das quatro vagas de acesso da Série B à Série A.

Com este resultado, o time baiano continua na cola da zona de acesso, a um ponto do quarto colocado Bragantino. Tem 57 pontos, contra 58 dos paulistas. Além disso, se aproximou da terceira colocada Ponte Preta, que soma 59. Os donos da casa também chegaram ao quarto jogo de invencibilidade, com três vitórias e um empate. Já o Criciúma estacionou nos 51 pontos e não tem mais chances de acesso – só vai cumprir tabela nas duas últimas rodadas.

Apesar de um primeiro tempo pouco empolgante, o Vitória conseguiu sair na frente aos 30 minutos. O meia Geovanni levantou pelo lado direito e o atacante Fábio Santos subiu alto para marcar de cabeça. Na segunda etapa, porém, o time baiano voltou recuado em demasia e acabou sofrendo o empate aos 15 minutos, com o atacante Zé Carlos, depois de um bate-rebate na área.

A festa dos visitantes durou pouco tempo. Isso porque Geovanni recolocou os donos da casa na frente, após cobrar falta colocada e contar com falha do goleiro Vágner. Para ajudar, Zé Carlos foi expulso no lance seguinte. O mesmo aconteceu com seu companheiro João Victor, ao cometer pênalti sobre o meia Lúcio Flávio, aos 33. Um minutos depois, o atacante e Neto Baiano bateu a penalidade com categoria e sacramentou a vitória baiana.

No próximo sábado, às 17 horas, o Vitória volta a campo para enfrentar o São Caetano, no mesmo Barradão, em Salvador. O Criciúma joga contra o Barueri, no mesmo dia e horário, no Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma. Na última rodada, os baianos se despedem contra o ASA, em Arapiraca. Já os catarinenses visitam o São Caetano.

FICHA TÉCNICA:

Vitória 3 x 1 Criciúma

Vitória – Douglas; Léo, Gabriel, Jean e Fernandinho; Uelliton, Neto Coruja, Arthur Maia (Lúcio Flávio) e Xuxa (neto Baiano); Fábio Santos (Charles Vágner) e Geovanni. Técnico – Vágner Benazzi.

Criciúma – Vágner; Fabinho Capixaba, Rogélio, Anderson Conceição e João Vitor; Henik, Baraka, Mateus (André Gava e Schwenk)) e Doriva; Thiago Silvy (Fábio Santana) e Zé Carlos. Técnico – Márcio Goiano.

Gols Fábio Santos, aos 30 minutos do primeiro tempo; Zé Carlos, aos 15, Geovanni, aos 21, e Neto Baiano, aos 34 minutos do segundo tempo.

Árbitro – Fabrício Neves Corrêa (RS).

Cartões amarelos – Xuxa e Rogélio.

Cartões vermelhos – João Victor e Zé Carlos .

Renda – R$ 402.700,00.

Público – 24.333 pagantes (27.327 torcedores).

Local Estádio Barradão, em Salvador (BA).