Ippuc

Vereadores conhecem projetos para a Copa de 2014

Os vereadores da Comissão para Assuntos da Copa do Mundo 2014 estiveram no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), nesta terça-feira (28), para conhecer o projeto elaborado pelo município para a candidatura de Curitiba para ser uma das sedes da Copa de 2014. A comissão é presidida pelo vereador Mário Celso Cunha, líder do governo na Câmara, e foi criada para que o Legislativo Municipal possa acompanhar os procedimentos ligados à preparação da cidade, caso Curitiba seja escolhida como uma das sedes da Copa de 2014 no Brasil. A FIFA anunciará as cidades-sedes no dia 31 de maio, em Nassau, nas Bahamas.

Os vereadores assistiram a uma apresentação da engenheira Susana Costa e puderam esclarecer dúvidas sobre as obras estudadas para o projeto da Copa. A implantação do metrô, a participação da rede hoteleira e questões de segurança e de saúde pública foram os principais esclarecimentos. Também foram comentadas as Fun Parks – eventos com telões em áreas públicas como alternativa para pessoas que não tiverem ingressos para os jogos.

“Tivemos uma reunião muito proveitosa, que permitiu conhecer todos os detalhes da caminhada da cidade rumo à Copa. Os vereadores fizeram sugestões e esclareceram dúvidas, o que é muito importante, porque teremos muito trabalho à frente”, disse Mário Celso.

Participaram também da visita os vereadores Pedro Paulo, presidente da comissão, Algaci Tulio, Omar Sabbag Filho, Roberto Hinça, Julião Sobota, Juliano Borghetti, Renata Bueno e Pastor Valdenir Soares. Nesta quarta-feira (29), os integrantes da comissão farão um sobrevôo pela cidade, acompanhando o mesmo roteiro de locais apresentados aos integrantes da Fifa, para que possam ter uma idéia melhor dos projetos desenvolvidos pelo Ippuc para as melhorias na infraestrutura da cidade.

O presidente do Ippuc, Cléver Almeida, que recebeu a comissão de vereadores, disse que o principal benefício de receber os jogos da Copa do Mundo é a possibilidade de receber recursos e assim adiantar uma série de intervenções urbanísticas que, de modo normal, demorariam mais tempo para a cidade realizar. “A Copa é uma oportunidade única para Curitiba entrar para a história como um bom exemplo de transformação, assim como fez Barcelona (Espanha), que sediou os Jogos Olímpicos. Aproveitar esta oportunidade não depende apenas da Prefeitura, mas de toda a sociedade”, disse Almeida.

O secretário municipal de Relações Institucionais, Luiz de Carvalho, destacou a importância de Curitiba manter-se na vanguarda do planejamento urbano e de ter um estádio praticamente pronto para receber os jogos, nesse processo de escolha das cidades. “Curitiba não está saindo do zero e graças a isso estamos em vantagem, sendo uma das principais cidades em quase todos os quesitos exigidos pela Fifa”, disse Carvalho. “Para isso também tem sido muito importante a integração política entre os governos municipal, estadual e federal, que se mostram unidos em torno de um interesse comum”, acrescentou.

Uma das primeiras ações práticas dos vereadores da comissão em relação ao projeto da Copa 2014 em Curitiba acontecerá logo após o anúncio das cidades sede. Caso Curitiba seja escolhida, será necessário analisar e aprovar alguns artigos da legislação municipal, a pedido da Fifa, como garantias complementares, que tratam de da isenção de impostos estaduais e municipais para a Fifa e seus parceiros, durante o período dos jogos, em 2014.

Voltar ao topo