Principal surpresa da convocação da seleção brasileira para a Copa do Mundo, o zagueiro Henrique ainda festeja a presença no grupo dirigido pelo técnico Luiz Felipe Scolari. Assim, ele relembrou, em entrevista ao site oficial da CBF, o período que antecedeu a divulgação da lista e declarou que não “poderia estar mais feliz” neste momento da sua carreira.

“Nas duas semanas antes da convocação, eu não conseguia dormir. A expectativa era grande e quando ouvi o Felipão chamar meu nome, foi a consolidação de um sonho: disputar a Copa do Mundo em casa. Acho que eu não poderia estar mais feliz”, disse.

Presente no grupo da Copa do Mundo, Henrique agora tem a difícil tarefa de conquistar espaço numa equipe que tem os zagueiros David Luiz e Thiago Silva como titulares absolutos. Neste sábado, porém, ele até chegou a trabalhar na equipe principal na segunda parte do coletivo na Granja Comary, quando atuou ao lado de David Luiz – Thiago Silva, que será poupado no amistoso de terça-feira com o Panamá, treinou entre os suplentes, com Dante sendo titular no primeiro tempo da atividade.

Assim, Henrique acredita que pode ser útil na seleção brasileira. “Temos uma disputa sadia em todas as posições. Independentemente de quem estiver jogando, todos nós estamos sempre nos apoiando, incentivando e ajudando, pois somos um grupo e queremos o melhor para a seleção brasileira”, comentou.

Antes de ser levado para a Copa do Mundo, Felipão havia sido chamado pelo treinador para três amistosos, todos eles em 2013, contra Chile, Portugal e Zâmbia. E o zagueiro do Napoli agradeceu a confiança do treinador. “O Felipão está sempre inovando, mas acredito que se ele me convocou é porque confia no meu trabalho e vou corresponder da melhor maneira”, afirmou.