Precisando de um bom resultado para manter chances concretas de avançar à semifinal da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca, o Vasco faz nesta quinta-feira, contra o Boavista, no estádio de São Januário, às 21h30, a primeira daquela que pode ser uma série de partidas sem Luis Fabiano.

Contratado como grande estrela do elenco para esta temporada, o atacante ainda não marcou com a camisa do Vasco. Pior: ao ser expulso no clássico com o Flamengo, no domingo, ao dar uma “barrigada” no árbitro Luiz Antonio Silva Santos, conhecido como Índio, ele foi denunciado pela Procuradoria do TJD-RJ e pode pegar até 15 jogos de suspensão. O julgamento será na tarde da próxima segunda-feira.

Apesar do desfalque confirmado para quinta-feira, e possivelmente para outros jogos, Milton Mendes procurou minimizar a ausência da principal contratação do Vasco. E um dos fatores é a presença no elenco de Thalles, confirmado como titular para enfrentar o Boavista.

“Ele é um menino talentoso. Tem um potencial adormecido, jogaria em qualquer time da Europa. Ele é um garoto sensacional. Tem uma simpatia grande. Colocamos um objetivo e estou confiante de que ele pode alcançar”, elogiou o treinador.

Se Luis Fabiano está fora, o treinador terá o reforço de Wagner, recuperado de contusão. Martín Silva, que retornou apenas na quarta-feira após defender a seleção uruguaia, também está confirmado e deve ir para o jogo.

Já o volante Jean, suspenso, e Rodrigo, Guilherme e Kelvin, em processo de recondicionamento físico, ainda não foram relacionados e seguem desfalcando o Vasco.

O Boavista, por sua vez, que também precisa vencer para se manter com chances, não poderá contar com o goleiro Felipe, ex-Flamengo, que se recupera de lesão. “Ele voltou a treinar no começo da semana no campo. Estava realizando somente academia. Agora, precisa recuperar o condicionamento”, comentou o preparador físico do clube, o experiente Antônio Mello.