A Defensoria Pública do Paraná procurou o Paraná Clube nesta terça-feira (24) para que a Vila Capanema fique à disposição dos moradores de rua de Curitiba.

Em nota enviada ao presidente Leonardo Oliveira, a Defensoria solicitou que o estádio seja utilizado para que essas pessoas “possam ter acesso aos banheiros para higienização básica, como limpeza das mãos com água e sabão, bem como para que possibilite, se possível, que as entidades parceiras (oficiais e/ou voluntárias) possam dar continuidade aos atendimentos a essa população nos espaços dos estádios”.

Quem está fazendo essa ligação dos clubes de futebol com a Defensoria Pública e demais órgãos públicos é o movimento Curitiba Unida, que conta com empresários que vão ajudar na estruturação dos locais.

Vale lembrar que o Tricolor colocou o Durival Britto e Silva à disposição do governo para ser utilizado como necessário durante a pandemia do coronavírus.

+ Mais do Tricolor:

+ Presidente do Paraná garante renovação de Fabrício e fala de parceria
+ Paraná ganha isenção de pagamento por três meses
+ Quem passou e quem reprovou no vestibular do Paraná