O Paraná Clube ficou no empate sem gols com o Vitória, na última sexta-feira (8), em plena Vila Capanema, e deixou de ficar ainda mais perto do acesso. Mesmo assim, o técnico Matheus Costa ressaltou que o Tricolor ainda está no páreo por um vaga no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro.

“Continuamos na briga. É uma frustração esse empate em casa, mas temos que pensar na frente. Temos que enaltecer a luta e a entrega durante o jogo. As estatísticas do jogo mostram um resumo da nossa equipe no campeonato. Não tomamos gols, mas pecamos na conclusão das jogadas. Os números comprovam que ainda temos condições de acesso e vamos brigar”, disse o treinador.

Apesar do tropeço no Durival Britto, o Tricolor acabou fazendo uma boa partida, sobretudo, na etapa inicial. A equipe teve mais posse de bola e criou três boas chances. “Fizemos um excelente primeiro tempo. Criamos, chegamos, mas caímos muito no segundo tempo. Tentamos um abafa muito cedo. Fizemos muitas bolas longas sem necessidade. Houve ansiedade. Faz parte do jogo. Temos que agredir de forma organizada. Mas, não podemos deixar de mencionar a entrega dos atletas”, frisou Matheus.

A situação não ficou pior graças aos resultados da rodada. Dos concorrentes diretos, América-MG, Cuiabá e CRB venceram, mas os dois últimos estão atrás do time paranista na tabela, enquanto o Coritiba empatou e o Atlético-GO perdeu. Com isto, a diferença para o G4 segue sendo de três pontos.

+ Confira a classificação completa da Série B!

Na próxima terça-feira (12), o Paraná recebe o São Bento, novamente na Vila Capanema. Um novo tropeço pode significar o fim do sonho do acesso. Sendo assim, o comandante paranista reconhece que a vitória é fundamental para seguir na luta. “Temos que pensar na próxima partida que é importante. O número mágico muda a cada rodada. Temos que buscar a nossa pontuação. Depois, obviamente, os outros resultados vão nos dizer o que temos que fazer. Vamos jogar pra vencer todos os jogos”, concluiu o técnico.