Com um elenco composto por 33 jogadores, o Paraná Clube deve aproveitar a parada para a Copa do Mundo para enxugar sua lista de atletas. Algumas peças pouco aproveitadas até o momento, e outras com contrato chegando ao fim, devem reduzir a folha de pagamento do Tricolor. São cinco nomes cotados para deixar a Vila Capanema.

O primeiro a encabeçar a relação de baixas é o lateral-esquerdo Marcelo Baéz. O paraguaio está de malas prontas para ir para sua terra natal para defender o Sportivo Luqueño, equipe em que já jogou em 2015. Baéz chegou ao Paraná Clube em janeiro deste ano, fez nove jogos vestindo a camisa paranista e marcou um gol. O jogador foi mais utilizado no Campeonato Paranaense, com o técnico Wagner Lopes, quando entrou em campo seis vezes. No Brasileirão teve apenas duas oportunidades.

Outro lateral que deve deixar o Tricolor é Alemão, que atua pela direita. Vindo de empréstimo do Internacional, o destino do jogador deve ser o Guarani. O empréstimo será apenas repassado ao time paulista, portanto o Paraná não terá mais custos com o atleta. Assim como Baéz, Alemão chegou em janeiro ao Tricolor. O atleta fez nove jogos no Campeonato Paranaense, seis pelo Brasileirão e um pela Copa do Brasil. Alemão perdeu a posição para Júnior e não conseguiu retornar à titularidade, sendo afastado do grupo após pedir para ser negociado.

No caso do atacante Luan Vianna e do meia Matheus Pereira, a liberação se deve ao fim do contrato de ambos, que também não se firmaram no time. Luan iniciou sua trajetória no Paraná Clube em fevereiro, quando chegou vindo de empréstimo do Grêmio. Entrou apenas em uma partida, já no segundo tempo, no jogo contra o Sport, em que o Tricolor saiu derrotado por 2×1.

Matheus Pereira chegou em fevereiro como uma grande aposta. Revelado no Corinthians, o jogador de 20 anos pertence à Juventus, da Itália. Com pompa de contratação internacional, o meia acabou não rendendo o esperado e atuou em apenas seis jogos, quatro pelo Campeonato Paranaense e dois pelo Brasileiro. Nesse período, ele foi titular uma única vez, no jogo contra o Rio Branco, na Taça Dionísio Filho.

O último jogador que deve deixar a Vila Capanema nesse período de paralisação é o zagueiro Charles. Pouco aproveitado, ele só entrou em campo quatro vezes pelo Paranaense e uma pela Copa do Brasil.