O Paraná terminou o primeiro turno da Série B do Campeonato Brasileiro em baixa – a derrota para o Cruzeiro por 2 a 0 fez com que o Tricolor caísse para a oitava colocação e se distanciasse do G4.

Entretanto, em um panorama geral, o Paraná surpreendeu a muita gente nesta primeira parte de competição, já que a equipe investiu em jogadores pouco conhecidos, manteve uma base que não teve sucesso no Campeonato Paranaense e apostou suas fichas no técnico Allan Aal, que não tinha nenhuma experiência em uma Segundona.

>> Tabela e classificação da Série B

O time chegou a ser líder da Série B em quatro rodadas e esteve entre as quatro melhores equipes da competição em 12 rodadas das 19 disputadas. Durante a competição, o Tricolor conviveu com alguns problemas que fizeram com que o time fosse caindo, como a irregularidade de alguns jogadores, saídas e lesões. Confira abaixo alguns destaques do Paraná no primeiro turno da Série B:

Começo em alta e queda de rendimento

O bom início de Série B do Paraná ficou marcado por alguns fatores. O principal, talvez, seja o bom desempenho de algumas peças no esqueleto do time, casos do zagueiro Fabrício, do lateral-esquerdo Jean Victor, do volante Higor Meritão e do meio-campo Renan Bressan.

Renan Bressan foi peça-chave nos primeiros jogos, mas caiu de rendimento. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Tribuna.

Um dos atletas mais experientes do grupo, o camisa 10 fazia a diferença na armação de jogadas e também quando o assunto era bola na rede.

Com finalizações precisas, o ‘velhinho’, como é chamado pelos próprios companheiros de grupo, tem três gols na competição. Entretanto, Bressan caiu de rendimento nas últimas rodadas.

O mesmo pode ser dito do volante Higor Meritão. O jogador começou a Série B ditando o ritmo da equipe, com boa marcação e boa saída de bola. Mas, seu desempenho também caiu nos últimos jogos.

O que antes era segurança, virou complicação

O setor defensivo do Paraná era bastante elogiado no início da competição, com a base formada por Alisson; Paulo Henrique, Thales, Fabrício e Jean Victor. Com o passar do tempo, o time perdeu Thales, negociado com o futebol turco. O jovem Roberto assumiu a função, foi irregular e logo se lesionou.

A equipe ganhou mais segurança com a entrada do colombiano Salazar, mas aí quem se lesionou foi o capitão Fabrício. O Paraná, então, teve muitas dificuldades com a perda de sua principal referência na defesa.

Tricolor perdeu bastante com a ausência do zagueiro Fabrício. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Tribuna.

Aposta na mudança

Além de surpreender no pontapé inicial da Série B, o Paraná também deixou os torcedores surpresos ao anunciar no último domingo as demissões do técnico Allan Aal e do gerente de futebol Alex Brasil.

Allan Aal se despediu do Tricolor ao fim do primeiro turno. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Tribuna.

A pressão era grande para que o treinador deixasse o comando. A torcida estava na bronca, principalmente, com a insistência do comandante com algumas peças – casos de Andrey e Gabriel Pires – e a demora para realizar mudanças nos jogos.

Mesmo assim, ainda não era esperada uma alteração no comando técnico. Rapidamente, a diretoria agiu e trouxe um nome de bom grado à torcida. Rogério Micale, que havia comandado a equipe na temporada de 2018, tem o apoio dos torcedores e é uma esperança para que o segundo turno marque uma retomada do Tricolor.

Rogério Micale foi apresentado nesta terça (3). Na sexta (6), fará sua reestreia. Foto: Rerpdoução/YouTube/Paraná Clube

+ Mais do Tricolor:

+ Paraná não conta com dupla de volantes contra o Confiança
+ Em “casa”, Micale quer Paraná recuperando tradição e confia no acesso
+ Por onde andava o novo técnico do Paraná?


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?