Se dentro de campo o ex-goleiro Marcos está no topo da lista dos jogadores que mais vestiram a camisa do Paraná Clube, a trajetória do ex-jogador como dirigente do Tricolor durou pouco. No final da noite desta segunda-feira (18), Marcos anunciou pela sua conta pessoal de uma rede social seu desligamento do cargo de diretor de futebol paranista. A nota é longa e lista vários motivos que fizeram o agora ex-dirigente pedir demissão. Foi pouco mais de um ano fazendo parte da diretoria liderada pelo presidente Leonardo Oliveira.

+ Leia mais: Pontos do Paraná contra o Cascavel já têm data de julgamento

Segundo ele, seu desligamento aconteceu na última sexta-feira (15), mas o presidente Leonardo Oliveira pediu que não houvesse a divulgação antes da partida diante do Rio Branco, em Paranaguá, pelo Campeonato Paranaense. O desgaste de Marcos a frente da diretoria de futebol paranista vinha se arrastando. A reportagem da Tribuna, no início de janeiro, questionou o então dirigente sobre um possível afastamento, mas o cartola acabou negando a informação.

+ Leia mais: Coxa e Paraná deve ser mesmo no Janguito

Na verdade, no início do ano, quando o desgaste se intensificou, Marcos teria sido contra a renovação do contrato do meia Maicosuel. O ex-dirigente, na verdade, não citou o jogador, mas é de conhecimento de todos da sua insatisfação pela permanência do armador depois de pouco atuar pelo Paraná em 2018.

“Em dezembro de 2018 foi formada uma comissão que compunha: diretoria, comissão técnica e analistas para contratação de atletas. Eu me posicionei totalmente contra a permanência de um atleta específico que não nos ajudou em nada em 2018. Sem me comunicarem absolutamente nada, agindo pelas minhas costas, esse mesmo jogador foi contratado e só fiquei sabendo no dia da apresentação dos atletas, o que me causou tamanha decepção pela falta de respeito e consideração ao meu cargo, como é possível um diretor de futebol não ser informado da contratação de um atleta?!”, protestou Marcos em um trecho da nota, que relatou de uma discussão mais forte com o referido jogador.

“Na véspera do jogo contra o Cascavel, fui agredido verbalmente pelo mesmo atleta que fui contra a sua contratação,fui agredido por me posicionar contra a falta de comprometimento do mesmo. Nesta situação mais uma vez não tive o apoio da diretoria da forma que mereço. Esperei por uma atitude mais firme diante da gravidade dos fatos”, comentou.

+ Balanço: Times das séries A e B do Brasileirão enfim dominam o Paranaense

Ainda no ano passado, Marcos afirmou que tentou pedir demissão, especialmente por conta da centralização do departamento de futebol na figura do então executivo de futebol Rodrigo Pastana. O ex-dirigente paranista afirmou que, neste tempo em que ficou no Tricolor, precisou controlar muitas situações internas, sobretudo por conta da sua experiência vivida no futebol.

“Com pouco tempo de trabalho percebi que não ia conseguir alcançar meus objetivos, porque tudo dentro do clube era centralizado em apenas uma pessoa. Por isso decidi sair, entretanto conversando com atletas amigos e profissionais companheiros de trabalho que me pediam para continuar no clube, permaneci confiante e dedicado em fazer o meu melhor, sempre ajudando na parte emocional, fazendo a gestão de grupo, trabalhando nos bastidores para termos o melhor ambiente de trabalho possível. O que eu mais fazia dentro do clube era ‘apagar incêndios’ para que a situação não ficasse ainda pior diante da falta de resultados positivos”, contou.

+ Confira a classificação completa e a tabela da Taça Dirceu Krüger

Ainda de acordo com a nota, Marcos comentou da falta de comprometimento de alguns jogadores e também que não era respeitado no seu cargo dentro do departamento de futebol. Motivos de sobra que fizeram o ídolo paranista deixar o clube. “Analisando o contesto, percebi que estava fazendo o papel de um diretor de futebol figurativo. Minhas ordens não são acatadas”, concluiu Marcos.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!