Quando retornou ao Paraná Clube em julho de 2018, depois de ter feito história no time em 2006, o meia Maicosuel parecia ser uma esperança ao sofrido elenco Tricolor. Porém, depois de meses de tentativas frustradas de fazê-lo engrenar na equipe – muito por conta das recorrentes lesões -, nesta sua passagem por Curitiba, o jogador se despedirá da Vila Capanema sem ter entregue aquilo que os torcedores desejavam: o bom futebol que lá no passado encantou os paranistas.

No ano passado, ao ser anunciado como reforço, o Paraná Clube passava aperto na Série A do Campeonato Brasileiro e nada fazia com que a equipe conseguisse demostrar uma reação para sair da zona de rebaixamento. A chegada do “Mago” poderia ajudar o time a tirar um coelho da cartola e tentar mudar seu destino rumo à Série B, porém, enfrentando lesões, o jogador demonstrou pouco seu futebol.

+ Leia mais: Paraná Clube torce pela recuperação de atletas pra sequência da Série B

Após o rebaixamento, Maicosuel acabou sendo pivô da saída do então gerente de futebol Marcos Oliveira. O ex-goleiro não queria que o meia permanecesse no elenco. Acabou tendo desavenças com o atleta e pediu para sair. Ainda assim, Maicosuel foi mantido no time, para ter mais uma oportunidade de mostrar a que veio. Porém, 2019 também não trouxe muita sorte ao jogador, que há mais de uma década foi tão decisivo para o mesmo Paraná Clube.

Maicosuel vestiu a camisa do Tricolor pela primeira vez em 2005, após ser revelado pelo Atlético de Sorocaba. No Paraná Clube, ele foi campeão paranaense em 2006 e naquele mesmo ano foi um dos destaques da equipe que conquistou uma vaga na Copa Libertadores sob o comando do técnico Caio Junior.

+ Confira tambem: Éder Sciola vê Paraná como candidato ao acesso

Depois de ter destaque jogando no Paraná, o jogador rodou por grandes times do futebol brasileiro e internacional. Passou por Cruzeiro, Palmeiras, Botafogo, Atlético-MG, São Paulo, Grêmio, Hoffenheim, da Alemanha, Udinese, da Itália, e Al Sharjah, dos Emirados Árabes Unidos.

Em 2018, fez seis partidas com a camisa paranista, mas em apenas uma delas iniciou entre os 11: no empate em 1×1 com o Botafogo, em agosto, ainda pela Série A. Porém, o jogador saiu na virada para o segundo tempo.

+ Confira a classificação completa da Série B

Longe de estar apresentando sua melhor performance, Maicosuel conseguiu balançar as redes duas vezes em 2019, em uma de suas apenas seis partidas na temporada. Os dois gols do jogador este ano foram marcados no jogo diante do Foz do Iguaçu, no dia 24 de janeiro, na goleada por 4×0 em cima do time da fronteira. Em 2019, em nenhum dos jogos começou como titular.

O atleta passou a maior parte dos últimos nove meses em que esteve na Vila Capanema no Departamento Médico. Como pertence ao São Paulo, para ficar no Paraná Clube o jogador não recebia salário, mas se mantinha com uma ‘ajuda de custo’ no valor de R$ 20 mil. A despedida do atleta não foi oficialmente anunciada, mas deve acontecer nos próximos dias.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!