O Paraná Clube joga nesta terça-feira (19) a sua cartada final na Série B do Campeonato Brasileiro. Precisa vencer o Criciúma às 19h15, no estádio Heriberto Hulse, no interior de Santa Catarina, e ainda contar com tropeços de América-MG, Atlético-GO e CRB para seguir tendo chances de acesso. Para isso, precisa ser um time eficiente no ataque – o que consegue mais fora de casa do que na Vila Capanema.

Em números gerais, o Tricolor tem um rendimento ofensivo muito baixo. Marcou apenas 30 gols em 36 rodadas da Segundona, média abaixo de um gol por jogo. É o oitavo pior ataque do campeonato, bem atrás dos outros postulantes às duas vagas restantes na Série A de 2020.

Mas o Paraná fez mais gols jogando fora do que em Curitiba – por sinal, a campanha no Durival Britto foi o calcanhar de Aquiles tricolor nesta Série B. Atuando longe de casa, foram 18 gols, mais que os 12 marcados no próprio estádio. A média fora é de um gol por jogo, enquanto na Vila Capanema é de 0,67 gol por jogo.

+ Confira a classificação completa da Série B!

É um alento para o time que precisa vencer fora – já foram sete triunfos nesta Segundona. E que espera transformar o 1% de chance de acesso em uma possibilidade real na última rodada da competição.