Com gols de Juan e Renato Augusto, o Flamengo derrotou ontem o Americano por 2 x 1, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, e manteve a liderança isolada do Grupo A da Taça Guanabara, 1.º turno do Campeonato Carioca. O time da Gávea chegou aos seis pontos e tem 100% de aproveitamento na competição.

Tentando a terceira vitória consecutiva, a equipe do técnico Ney Franco voltará a campo no próximo domingo, quando enfrentará o Boavista, às 16h, no Maracanã. Com um ponto apenas, o Americano, por sua vez, encara o Botafogo, sábado, no mesmo local, porém às 20h30min.

O Fla começou pressionando, empurrando o Alvinegro de Campos para a defesa.

O desenho do jogo apresentava o Rubro-Negro procurando as tramas ofensivas, enquanto o adversário apertava a marcação e impedia as investidas contrárias. Até que aos 38, Leonardo Moura cruzou da direita, Obina disputou na cabeça e Juan pegou a sobra, chutando de bico para abrir o placar para o Fla.

O Rubro-Negro quase ampliou aos 42 minutos, quando Juninho cobrou falta da esquerda e acertou o travessão.

Na etapa final, o panorama não sofreu alterações e o Fla chegou ao segundo gol aos 19. Obina lançou Renato Augusto, que deu lindo corte em Anderson e colocou no ângulo direito, marcando, em grande estilo, seu primeiro gol com a camisa do Fla.

Quando parecia que a fatura já estava liquidada, o goleiro Bruno falhou após cobrança de falta da direita e, após cabeçada de Diogo no travessão, Tiago Pereira completou com o gol vazio, diminuindo para o time de Campos.

Nos minutos finais, a equipe de Campos esboçou uma pressão, porém rechaçada com eficiência pela defesa rubro-negra.

Oba-oba

A participação nos dois gols transformou o folclórico Obina em herói da partida – o atacante é comparado ao camaronês Eto?o (em tom de gozação) pela torcida rubro-negra. ?Foi uma grande jogada do Obina. Foi um belo gol, espero que seja o primeiro de muitos?, comentou Renato Augusto, sobre o primeiro tento da equipe.

Após o segundo gol, Juan comemorou ensaiando um Parabéns pra você em

homenagem ao atacante. ?Isso mostra que o grupo é unido?, comentou Obina, que completou ontem 24 anos.