Os motores voltam a roncar neste fim de semana em Curitiba. Mais especificamente no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais, na Região Metropolitana da capital, para a etapa de abertura do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade.

Gilson Scudeler, na Supersport “A”; Nenad Djorvedick, na “B”; Paulo Sérgio Santos, na 500 e William Pontes, na 125 quatro tempos, campeões de 2002, estréiam dispostos a preservar a hegemonia conquistada na temporada passada. O objetivo dos campeões, entretanto, não será uma tarefa fácil, reconhece Scudeler, que prevê uma temporada bastante equilibrada. Na sua opinião, o campeonato terá pelo menos cinco pilotos em condições de brigar pelo título em 2003. Destaca o paulista César Barros, irmão de Alexandre Barros que disputa o Mundial de Motovelocidade; o goiano Cristiano Vieira; Adilson Cajurú e Cerciari, ambos também de São Paulo.

A prova será disputada no domingo, a partir de 13h, quando larga a categoria 125cc. Às 14h15, será a vez das possantes motos de 500cc partirem para a disputa, e, fechando o programa, as máquinas da Supersport “A”, de 600cc ou mais, largam para a primeira prova do ano.

A novidade este ano ficou por conta da criação de uma categoria na 125cc, a Sub 17 anos, que reunirá as jovens promessas da motovelocidade brasileira.

Serviço

A etapa de abertura terá ingressos a R$ 5,00 que poderão ser adquiridos na bilheteria do Autódromo Internacional de Curitiba, e valem para hoje e amanhã. Crianças até 12 anos não pagam. Parte do que for arrecadado com a bilheteria será doado para duas entidades assistenciais APACN (Assoc. Paranaense de Apoio à criança com Neoplasia) e FEPE (Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional).