Assim como aconteceu no dia anterior, o Brasil conquistou duas medalhas de ouro e uma de prata no Mundial Militar de Judô, nesta quinta-feira, em Astana, no Casaquistão. Com uma equipe reforçada pelos principais nomes da atualidade, a seleção brasileira faturou o título com Flávia Gomes (até 57kg) e Victor Penalber (até 81kg), enquanto Mariana Barros (até 63kg) levou prata – para completar o segundo dia da competição individual, Alex Pombo ainda foi bronze na categoria até 73kg.

Na quarta-feira, o Brasil já tinha conquistado duas de ouro, com Felipe Kitadai (até 60kg) e Eleudis Valentim (até 52kg), e uma de prata, com Sarah Menezes (até 48kg) – Leandro Cunha (até 66kg) chegou a lutar pelo bronze, mas perdeu e terminou em quinto lugar. Agora, com o desempenho desta quinta, o Brasil já soma nove pódios no Mundial Militar, contando também as medalhas na disputa por equipes, realizada no domingo, quando foi ouro no feminino e prata no masculino.

O Mundial Militar de Judô acaba nesta sexta-feira, quando serão disputadas as últimas categorias individuais. E o Brasil, com judocas de destaque no cenário internacional e que fazem parte das Forças Armadas, será representado por Maria Portela (até 70kg), Mayra Aguiar (até 78kg), Maria Suelen Altheman (acima de 78kg), Luciano Correa (até 100kg) e Walter Santos (acima de 100kg) – Eduardo Santos (até 90kg) também lutaria, mas sofreu uma lesão na disputa por equipes.