O mundo do futebol voltou a se render ao talento de Lionel Messi após o astro brilhar na vitória do Barcelona por 7 a 1 sobre o Bayer Leverkusen, quarta-feira, no Camp Nou, em duelo válido pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. E não poderia ser para menos, afinal o argentino marcou cinco gols na partida, sacramentando a classificação do time para a próxima fase do torneio.

Esta foi a primeira vez na carreira que Messi marcou cinco gols em uma partida. Com tal desempenho, figuras importantes do futebol já começam a avaliá-lo como melhor jogador da história. “Ele é o melhor, não há outro como ele. Os números falam por si. Um dia ele vai marcar seis. Nós nunca vamos ver um jogador como ele novamente. Ele é único”, disse Pep Guardiola, técnico do Barcelona.

Adversário do time catalão nas oitavas de final da Liga dos Campeões, o Bayer Leverkusen também se rendeu ao talento do seu algoz. “Seu nível é simplesmente extraordinário, não há discussão. Sem Messi, o Barça é o melhor time e com ele, eles estão em outra galáxia”, disse o técnico Robin Dutt.

Jogadores de outros clubes que acompanharam a partida também não economizaram elogios ao argentino. “Messi é uma piada. Para mim o melhor de todos os tempos”, escreveu Rooney, do Manchester United, no Twitter. “Isso foi um jogo (de futebol) ou um jogo de Playstation para Messi?”, escreveu Falcão, do Atlético de Madrid, também no Twitter.

Para o goleiro Valdes, do Barcelona, Messi ainda está em evolução. “A verdade é que ele fica melhor a cada temporada que passa e ele vai continuar a fazer história, porque ele não se cansa. Ele é uma referência constante no ataque, ele sempre se envolve e é imprevisível com a bola. Temos a sorte de tê-lo conosco”, disse.

Também companheiro de Messi no Barcelona, o meio-campista Xavi Hernández declarou ser impossível encontrar novas formas de elogiar o talento do argentino. O jogador exaltou o talento e comprometimento do companheiro e lembrou que Messi que está muito perto de se tornar o maior artilheiro do Barcelona. Ele já marcou 228 gols, apenas sete a menos do que César Rodríguez.

“Nós não temos mais adjetivos para ele. Ele é o melhor jogador de futebol no mundo, como eu já disse muitas vezes. Quando ele terminar sua carreira, ele pode ser o considerado o melhor de todos os tempos. Ele merece todos os elogios que recebe. Ele

não fala muito, ele conversa no campo. Estar a apenas sete gols do artilheiro do clube é incrível. É uma loucura o que esse cara faz. Ele torna mais fácil, ele sempre aparece em momentos-chave, ele sempre quer jogar, ele é um vencedor. Leo é incomparável, ele é diferente de qualquer outro jogador. Nenhum outra jogador decide um jogo como ele, se ele não marca, ele está lá para ajudar. Ele participa de todos os gols. Ele é uma maravilha”, disse Xavi.

Com os gols feitos diante do Bayer Leverkusen, Messi se tornou o sexto maior artilheiro da história da Liga dos Campeões, com 44. A lista é liderada pelo espanhol Raúl González, ídolo do Real Madrid, que defende atualmente o Schalke 04, com 66 gols. O argentino foi artilheiro de três edições da Liga dos Campeões e lidera a disputa nesta edição, com 12 gols marcados. Além disso, já fez 55 gols nesta temporada.