Você pode até considerar um novo contrato longo demais, mas não há como contestar a renovação de Thiago Heleno com o Athletico. O acerto foi finalizado nesta quarta-feira (12), com vínculo até o final de 2022 – quando o General estará com 34 anos. Ao final do período, o zagueiro terá completado sete anos de Furacão, o que é altamente relevante nesses tempos de jogadores indo e vindo de clubes aqui no Brasil. E até por isso Thiago terá mais importância ainda no clube.

+ O General tá na seleção da década do Furacão. Confira a escalação no podcast De Letra especial!

Com as saídas de Paulo André (que virou cartola), Marcelo (com longo histórico no clube), Marco Ruben (experiente), Renan Lodi e Bruno Guimarães (as lideranças técnicas do time), ficaram Lucho González e Thiago Heleno como os líderes do elenco rubro-negro. E a tendência é que Lucho tenha neste 2020 seu último ano como atleta. O General verá uma nova geração despontar no Athletico.

Em evidência

E com esse papel de líder, que antes era compartilhado, Thiago Heleno ganha o principal desafio da carreira. Até hoje, ele sempre estava ‘caroneado’ – ou com companheiros tecnicamente superiores, ou mais experientes. Veja a trajetória do zagueiro no Furacão: primeiro, fazendo dupla com Paulo André, mais rodado e com forte relação com torcida e diretoria; depois, com Léo Pereira, que lhe dava o contrabalanço para uma forte dupla.

Mais maduro, Thiago Heleno passa a sensação de estar pronto para esse desafio. Robson Bambu (22 anos), Lucas Halter (19) e Luan Patrick (18) precisam de um ‘guia’, um jogador que lhes transmita segurança e confiança. Se os meninos vão correr pelo General, que naturalmente não tem o mesmo vigor de 2016, ele precisa ajudar na afirmação dos zagueiros ‘bossa nova’ do Athletico.

+ Eu fiz a minha seleção do Athletico na década. Confere aí!

Thiago Heleno terá que ser referência para os jovens como Lucas Halter. Foto: Albari Rosa/Foto Digital

É preciso pontuar, entretanto, que Thiago Heleno teve uma curva descendente de jogos ano a ano, agravada ano passado pela suspensão por doping – uma falha que o Athletico admitiu. A renovação também é uma espécie de pedido de desculpas, que ao mesmo tempo mostra que o clube espera mais de seu General. No papel, é uma relação ‘ganha-ganha’. O tempo vai nos dizer se continuará sendo assim.

+ Confira todos os posts do blog AQUI!