A derrota do Coritiba, de virada, para o Ceará por 2×1, neste sábado (24) pela 18ª rodada do Brasileirão, expôs a situação que o clube vive no campeonato. Atualmente na penúltima colocação, com 16 pontos, os jogadores se mostraram incomodados com o desempenho e que não tem mais como dar desculpas ao torcedor.

“Está ficando feio, não tem como falar para o torcedor que vamos fazer um grande jogo sendo que quando temos oportunidade, não conseguimos. A responsabilidade é toda nossa e não tem outra situação a não ser trabalhar”, desabafou Giovanni Augusto, em entrevista ao Premiere.

O meia, que foi um dos principais criadores de jogadas do Coxa na partida, ainda achou que faltou calma e experiência para a equipe quando estavam à frente do placar.

O Alviverde soma apenas quatro vitórias e quatro empates nos dezoito jogos, tendo um aproveitamento de 29,6% na competição. E a situação incomoda até quem chegou há pouco tempo. Ricardo Oliveira foi apresentado no início do mês e apareceu apenas em três jogos até o momento.

“De nada adianta comemorar uma evolução se a gente não vence, está na hora de comemorar vitória”, alertou o centroavante em declaração ao canal TNT.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

Nem mesmo a semana cheia de trabalhos foram o suficiente para o time do técnico Jorginho. Embora a equipe tenha criado oportunidades, não levou tanto perigo ao gol adversário. O treinador conta com três vitórias no comando, em onze jogos disputados.

O Coritiba volta a campo no próximo sábado (31), às 19h, quando recebe o Atlético-GO, no Couto Pereira, pela última rodada do primeiro turno.

+ Mais do Coxa:

+ Assista aos gols de Coritiba x Ceará
+ Cristian Toledo: Chegou a hora do Coxa decidir o que quer no Brasileirão


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?