Ainda há pouco mais de 48 horas para o confronto entre Coritiba e Vitória, pela Série B do Campeonato Brasileiro – o jogo acontece às 21h30 desta terça-feira (27), no Couto Pereira. Mas o técnico Umberto Louzer acompanha atentamente o que acontece no departamento médico do time. Afinal, no meio de uma maratona de partidas, há o risco de perdas importantes na última rodada do primeiro turno.

+ Conheça: Matheus Cunha, da base do Coxa para o Prêmio Puskás

O jogo contra o Bragantino, na quinta (22), teve um resultado positivo em campo, o empate em 1×1, mas um saldo negativo no elenco. Ainda no primeiro tempo, Rafael Lima sentiu uma dor muscular e foi substituído. No início da segunda etapa, Thiago Lopes sofreu uma falta duríssima de Edimar (que acabou expulso) e teve que sair da partida. E Rafinha, o mais experiente do elenco, até queria continuar em campo – a ponto de sair bravo da partida -, mas também se lesionou.

+ ‘Turnê’: Umberto Louzer aprova rendimento do time fora de casa

São três problemas sérios para Umberto Louzer. Na defesa, após a saída de Alan Costa, o Coritiba não contratou uma peça de reposição. O próprio Rafael Lima só voltou a jogar depois de quase oito meses fora por conta de uma lesão de Walisson Maia. Assim, ficam como opções Romércio e Thalisson Kelven – com maiores chances para o primeiro, que está com mais ritmo de jogo.

+ Em alta: Rendimento em campo é o melhor em disputas da Série B

No meio, Thiago Lopes encaixou no esquema do treinador e vem sendo um dos destaques do time na sequência de oito partidas de invencibilidade. Com uma lesão no joelho, há uma preocupação séria com o tempo de inatividade que o meia terá que encarar. A ponto de Julio Rusch, que estava no Figueirense, ter sido requisitado por Umberto Louzer e já se reintegrar ao elenco alviverde.

+ Confira a classificação completa da Série B!

E a questão de Rafinha passa pela experiência, pela qualidade e principalmente pelo impacto emocional. Com o camisa 7 em campo, o time ganha em confiança, além do acréscimo técnico natural. Por isso Umberto Louzer optou por tirá-lo do jogo com o Bragantino – antes ficar sem ele por minutos do que perdê-lo por algumas rodadas. E é justamente por isso que Louzer conta com Rafinha diante do Vitória. E a torcida do Coritiba também.