Com a necessidade de buscar vitórias na Série B do Campeonato Brasileiro para atingir o G4, o Coritiba possivelmente terá mudanças em seu time titular no retorno da temporada. Por motivos estratégicos, por conta de dispensa no clube ou em razão de baixas de atletas que estão no departamento médico, o técnico Umberto Louzer deve mexer na equipe.

A começar pela defesa. O zagueiro Alan Costa é a primeira peça a ser alterada, já que o jogador rescindiu seu contrato com o clube. Ainda que o defensor não tenha atuado na última partida do time antes da parada do calendário, era titular absoluto no Coxa. Walisson Maia e Sabino formaram a dupla de zaga contra o Guarani e podem seguir na defesa. As outras opções pra zaga são Alex Alves, Rafael Lima e Romércio.

+ Leia mais: Coritiba e Alan Costa chegam a acordo e zagueiro deixa o clube

O lateral-direito Diogo Mateus, o lateral-esquerdo Patrick Brey e os meias Giovanni e Rafinha seguem no departamento médico. Todos já tinham sido vetados antes mesmo do compromisso com o Bugre. No último compromisso, os desfalques no meio resultaram nas escalações de Juan Alano e Luiz Henrique no setor de criação.

Todos desta lista de baixas eram considerados peças fundamentais para Louzer. Diogo Mateus, por exemplo, que veio para o Alto da Glória para a disputa da Série B, só tinha ficado de fora no último jogo. Rafinha, que chegou com status de grande contratação da equipe, também deixou uma grande lacuna, assim como Brey, até pela versatilidade, e Giovanni.

+ Confira também: Revelação do Coritiba entra na mira de Tite pra seleção brasileira

Em contrapartida, há o retorno de alguns atletas. O zagueiro Romércio e os atacantes Iago Dias e Wanderley se recuperaram de lesão e estão treinando com o time. Além dos retornos, o técnico poderá também turbinar a equipe com alguns atletas do grupo de aspirantes. O zagueiro Léo Andrade, o volante Matheus Bueno e os atacantes Kady e Pablo Thomaz, que já atuaram pelo time principal podem ficar à disposição de Louzer. Pablo Thomaz, inclusive, é artilheiro da competição com seis gols.

A diretoria coxa-branca não descarta a contratação de mais reforços, que devem vir com escolhas pontuais em posições carentes, nas quais faltam peças de reposição.