Na derrota para o Atlético-GO, no último domingo, no Couto Pereira, o zagueiro Thalisson Kelven viveu uma situação inusitada. Pronto para reestrear pelo Coritiba, ele acabou sendo preterido pelo técnico Umberto Louzer. Na ocasião, o titular Walisson Maia havia sofrido uma contusão e acabou sendo substituído pelo lateral-esquerdo Patrick Brey. Com isso, o volante Matheus Sales acabou sendo recuado para a defesa.

+ Leia mais: Igor Jesus diz estar pronto para substituir Rodrigão no Coritiba

A reestreia do defensor acabou ficando para o próximo fim de semana. Com Sabino e Walisson Maia fora, a tendência é que Thalisson Kelven possa largar como titular diante do Londrina, neste sábado, às 11h, no estádio do Café, pela 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. “Eu estava preparado para jogar contra o Atlético-GO, infelizmente não entrei. Mas estou sempre me preparando pra quando surgir a oportunidade. Espero que ela venha no sábado. Estou há nove meses treinando, muito bem preparado. Quem não está jogando, acaba treinando mais ainda. Me sinto muito bem e confiante pra jogar”, disse o zagueiro.

+ Leia também: Coxa vai atrás de reforços

Com 21 anos, Thalisson Kelven foi um dos atletas com mais jogos pelo Coxa no ano passado. Foram 37 partidas no total e três gols marcados. No entanto, no início de 2019, a diretoria do Verdão optou por empresta-lo ao Guarani, para que o defensor ganhasse mais “cancha”. Porém, no Bugre, ele sequer foi aproveitado.

+ Confira a classificação completa da Série B!

“A diretoria optou pela minha volta, voltei muito feliz e mais maduro. Sou um jogador jovem. O não acesso no ano passado fez com que eu aprendesse muito. Eu voltei mais experiente. Tiro várias lições de 2018. O meu foco é total no clube. Me sinto mais preparado para atuar”, frisou o zagueiro, que pode ter a companhia do veterano Rafael Lima contra o Tubarão. O defensor está em período de transição e pode voltar no fim de semana.