O terceiro empate em três jogos em casa irritou os jogadores do Coritiba e o técnico Argel Fucks. Após o 0x0 com o Londrina neste sábado (2), no Couto Pereira, houve lamentação pelo resultado, que tirou a equipe da liderança do grupo B da Taça Barcímio Sicupira, e também reclamações pela forma do Tubarão jogar. Para o treinador alviverde, o adversário só quis se defender.

+ Como foi: Sem criatividade, Coritiba empata com o Londrina

Para Argel, o rendimento do Coxa foi satisfatório. “Novamente nós tivemos volume, com toque de bola, criando chances. Jogando em casa novamente o Wilson não trabalhou”, resumiu o técnico. “Nós tivemos a bola do jogo, com duas ou três chances claríssimas. De qualquer forma a equipe lutou e foi organizada, só faltou fazer o gol”, completou, admitindo que o gramado encharcado também atrapalhou. “Mas isso não é desculpa, temos que vencer”.

+ Polêmica: Petraglia provoca o Coritiba e Samir responde

O goleiro Wilson, que a rigor teve que trabalhar em uma tentativa perigosa do Londrina no primeiro tempo, no chute de Uélber, afirmou que faltou capricho na armação das jogadas. “Falta este último passe para finalizar, aos poucos vamos melhorando. Estamos encontrando dificuldade mesmo pressionando, trabalhando a bola”, disse o camisa 1 alviverde. Alan Costa usou outro adjetivo para classificar a atuação diante do LEC. “Temos que ser mais agressivos”.

+ Confira os jogos e a classificação do Campeonato Paranaense

Falando no adversário, Argel não gostou da forma que o Tubarão atuou no Alto da Glória. “Tentamos várias formas de quebrar a estratégia do Londrina, que é só se defender. É difícil quebrar essa barreira humana que eles fazem”, reclamou o técnico alviverde. “Se analisar os três empates, só uma equipe jogou, porque propomos o jogo e as outras fizeram o antijogo, caíram o chão e mataram o tempo”, finalizou.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!