Em preparação para a grande final do Campeonato Paranaense, o Coritiba se reapresentou no CT da Graciosa nesta segunda-feira (03). Elenco e comissão técnica passaram por novos testes de Covid-19. O time do técnico Eduardo Barroca tem dois dias para fazer os ajustes necessários, já que a partida definitiva contra o rival Athletico será na quarta-feira (05), às 20h, no estádio Couto Pereira.

O Alviverde perdeu por 1 a 0 e para garantir a taça precisa ganhar por dois gols de diferença. Caso vença por apenas um gol, a decisão vai para os pênaltis. Qualquer placar de empate dá o título ao Athletico.

O lateral-direito Patrick Vieira e o volante Matheus Galdezani serão avaliados, assim como Renê Júnior, que sequer foi relacionado para o primeiro duelo. Substituídos ao longo do segundo tempo da partida por falta de condições físicas, Patrick Vieira – que saiu aos 19 – e Matheus Galdezani – que deixou o gramado aos 35 – passarão por testes para saber se estarão aptos para o jogo.

>> BLOG DO CRISTIAN: Jogador por jogador, as notas do primeiro Atletiba

“Infelizmente, no início do segundo tempo o Patrick teve uma necessidade de sair, por uma questão física, assim como o Galdezani, que vinha de duas boas partidas. É um jogador que trabalha muito para equipe, estava parado fazia um tempo e está tentando reconquistar uma sequência, mas veio de lesões sérias em um passado recente”, explicou Barroca.

Caso não estejam em condições, o comandante pode optar por Natanael e Matheus Bueno, que entraram no jogo, justamente para substituir os atletas, respectivamente. Há também a expectativa pelo retorno do volante Renê Júnior, que não chegou a ser relacionado no último jogo. A assessoria de imprensa do clube informou que o atleta não havia participado do último treino da equipe antes da final, no sábado (01), pois sentiu dores no músculo adutor.

Coxa faz mistério nos testes de covid-19

O Coritiba, por meio do departamento de comunicação, explicou que só vai comunicar sobre os jogadores disponíveis para o confronto horas antes da decisão. Isso inclui o veto a possíveis testes positivos para o coronavírus. A informação é de que o comunicado não dará detalhes sobre os motivos de possíveis cortes para a finalíssima.

Na terça-feira (04), o Coxa terá mais um dia cheio de treinamentos no CT da Graciosa e após os trabalhos, segue para a concentração, onde permanece até horas antes do jogo.

O provável Coritiba terá: Alex Muralha; Patrick Vieira (Natanael), Rhodolfo, Sabino e William Matheus; Nathan Silva, Gabriel e Matheus Galdezani (Matheus Bueno); Rafinha, Igor Jesus e Robson.

+ Mais do Coxa:

+ Barroca aposta no retrospecto do Coritiba para ficar com o título
+ “Vamos decidir em casa”, aposta Rhodolfo sobre a final do Paranaense