Sem poder contar com Wilson até pelo menos o final de abril, a diretoria do Coritiba agiu rápido e apresentou nesta quarta-feira (6), no Couto Pereira, o goleiro Alex Muralha. O novo arqueiro coxa-branca, que não faz uma partida oficial há cinco meses e estava apenas treinando no Flamengo, chega para ocupar a meta alviverde e já deve ser titular na estreia da Taça Dirceu Krüger, diante do Cianorte, neste domingo (10), fora de casa. Contestado no rubro-negro carioca antes de ser negociado com o futebol japonês, Muralha teve também sua contratação contestada pela torcida do Coxa, mas prometeu “dar a vida” para ajudar o Verdão em 2019.

+ Resumão: Confira o que aconteceu no Trio de Ferro durante o Carnaval!

“Talvez a minha vinda para cá não foi vista com bons olhos por parte dos torcedores, mas estou disposto a dar vida por esse clube. O Wilson é um grande goleiro, joguei contra várias vezes e ele vai voltar. A gente vai brigar. Ele tem uma história muito bonita no Coritiba, é diferenciado. Estou aqui para trabalhar, ser profissional e temos que estar um ajudando o outro. Poderia ter ficado no Flamengo, estava confortável, mas aceitei o desafio profissional e pessoal e espero que possa ser um ano com vitórias e como o Coritiba merece, que é estar na Série A”, afirmou Muralha.

+ Recuperação: Wilson já treina, mesmo com mão imobilizada

O goleiro coxa-branca, além de precisar lidar com a desconfiança do torcedor do Coritiba, terá também que se preparar para a pressão que o Verdão vive na atual temporada. Além do título do Campeonato Paranaense, o Coxa entra ainda com mais responsabilidade para a disputa da Série B do Brasileiro.

+ No CT: Umberto Louzer aproveita tempo sem treinos pra conhecer o elenco

“Todo grande clube sempre existe a pressão. Hoje não estamos em uma situação confortável. Não adiantando ficar apontando o dedo para ninguém. Temos que nos unir, trabalhar e dar o melhor para alcançar os resultados. Somente em campo podemos mostrar qualidade e conseguir, de fato, um ano bom e vitorioso”, emendou.

+ Análise: Quais são os reforços que estão se destacando até agora?

Sobre o momento ruim que viveu no Flamengo e as falhas seguidas que teve na meta do rubro-negro carioca, Alex Muralha afirmou que prefere olhar daqui para frente. O goleiro alviverde prefere deixar o passado para trás e focar em ajudar o Coritiba na temporada de 2019.

+ Executivo: Aos poucos, Rodrigo Pastana vai ganhando carta branca no Coxa

“Agradeço a diretoria do Coritiba por me dar essa chance de estar aqui. No Flamengo vivi um momento ruim, mas já passou, estamos em 2019. Já se foi um ano, vim para cá para jogar meu futebol como sempre fiz. Minha ida para o Japão foi boa para sair da turbulência que estava vivendo aqui, que estava afetando minha família. Optei sair, meu filho nasceu no Japão e voltei para o Brasil com mais força”, arrematou Muralha.

+ Confira a tabela completa do Campeonato Paranaense!

O novo goleiro alviverde deve ter sua documentação regularizada até sexta-feira. Nesta data, se encerra o prazo de inscrição para os jogadores que vão atuar no segundo turno do Campeonato Paranaense. A tendência, inclusive, é de que Alex Muralha já faça sua estreia diante do Cianorte, fora de casa.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!