SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Antes mesmo do fim da primeira rodada da Copa do Mundo, a discussão sobre o uso do árbitro de vídeo (VAR) se tornou assunto em praticamente todas as seleções. Na Espanha, por exemplo, Diego Costa se mostrou totalmente contrário ao recurso tecnológico, como deixou claro em entrevista ao programa Deportes Cuatro.

“Não gosto. Não pela disputa em campo, nada disso. Outro dia, marquei um gol e não sabia se poderia comemorar ou não. Se há uma jogada duvidosa, não comemore. Você pode comemorar e ficar com uma cara de tonto”, afirmou o centroavante espanhol.

O árbitro de vídeo (VAR) poderia ter tirado um dos gols de Diego Costa no empate por 3 a 3 entre Espanha e Portugal, na estreia dos dois times do grupo B do Mundial. O atacante da seleção espanhola se chocou com Pepe instantes antes de fazer o primeiro gol da ‘Roja’ no duelo.

Aliás, o jogo físico com Pepe se tornou tema da entrevista. Diego Costa brincou sobre os contatos ríspidos com o zagueiro português.

“Dentro de campo, fomos muito amigos. Ele me batia e pedia perdão. Com as câmeras, precisamos ser amigos. Sempre sou tranquilo, quando as pessoas começam a me tocar, ai fico esquentado, mas beleza”, brincou.

Diego Costa e a Espanha voltam a campo no próximo dia 20 para o decisivo duelo contra o Irã. Uma vitória aproxima o campeão mundial de 2010 da fase oitavas de final na Rússia.