Além de representar a reabilitação na Série B do Campeonato Brasileiro para Coritiba e Paraná Clube, o clássico deste sábado (8), às 18h, no Couto Pereira, pode ser a redenção para dois jogadores que estão pressionados nos dois times. Se conseguirem boas apresentações, o meia Giovanni, do Coxa, e o atacante Jenison, do Tricolor, podem ter mais tranquilidade e mais confiança para a sequência da temporada.

Do lado alviverde, Giovanni, contratado para ser o principal armador do elenco, ainda está devendo. O camisa 10, que chegou com o aval de Alex, ex-jogador e ídolo do clube, até conseguiu uma boa sequência no Campeonato Paranaense, mas não manteve a regularidade.

+ Leia também: Artilheiro do Coxa, Rodrigão é top-3 do Brasil no ano

Especialmente na segunda divisão, o meia ainda não rendeu o esperado. O jogador, que foi um dos líderes de assistência da competição do ano passado, quando atuava pelo Goiás, está longe do mesmo nível.

Contra o América-MG, por exemplo, ele fez um péssimo primeiro tempo, mas conseguiu um rendimento melhor na etapa final. Chegou a mandar uma bola na trave e foi mais participativo na sua real função, que é de armar as jogadas. No clássico, o camisa 10, já até contestado pelo torcedor, terá a missão de mais uma vez municiar o ataque para conseguir um grande resultado.

+ Mais na Tribuna: Tricolor só venceu o Coritiba uma vez neste século

A pressão é ainda maior sobre Jenison. Principal goleador do Paraná Clube na temporada, o camisa 9 ainda não emplacou na Série B. Além de não ter feito nenhum gol sequer, o centroavante paranista está devendo nas suas atuações. Muito também pela cobrança excessiva que vem sofrendo do torcedor.

No empate em 0x0 diante do Oeste, no último sábado (1), na Vila Capanema, a torcida perdeu de vez a paciência. O atacante, no primeiro tempo, teve pelo menos duas chances de marcar, mas acabou se atrapalhando com a bola e gerando a ira do público presente no Durival Britto. Reflexo, sobretudo, da falta de confiança do jogador, que, há pouco tempo atrás, vinha mostrando faro de matador.

+ Confira a classificação completa da Série B

Mesmo diante da fase ruim que atravessa Jenison, o técnico Matheus Costa dificilmente irá sacá-lo da equipe para o clássico. Mais do que isso, deve continuar sendo a principal esperança de gols do Tricolor para vencer o clássico e tirar o time da parte debaixo da classificação.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!