A 25ª rodada do Campeonato Brasileiro não foi das melhores para o Atlético. Com a derrota do sábado (23) para o Santos e com as vitórias de Cruzeiro e Botafogo, a diferença para o G6, que era de três pontos, subiu para seis. Com treze jogos para o final da competição, a luta por uma vaga na Libertadores está se afunilando. Ou não.

Se realmente os seis melhores times do Brasileirão forem os representantes na Libertadores, a situação realmente estaria mais complicada. Mas as portas do torneio internacional mais importante do continente seguem abertas, pois três times que têm chances reais de conquistar outros títulos até o final do ano estão à frente do Furacão na classificação, o que pode transformar o G6 em G7, G8 ou G9.

Um certamente será campeão. Afinal, Cruzeiro e Flamengo decidem na quarta-feira (27) a Copa do Brasil no Mineirão, e neste momento o Cruzeiro é o quinto colocado do Campeonato Brasileiro com 40 pontos e o Flamengo é o sétimo com 39 – o Atlético é o oitavo, com 34. Isto quer dizer que já a partir da 0h de quinta (28), ou mais tarde se houver disputa de pênaltis, já teremos um G7.

Mas ainda há mais opções que ajudam o Atlético. Além de disputar a Copa do Brasil, o Flamengo segue vivo na Copa Sul-Americana. Enfrenta o Fluminense (que está atrás do Furacão) nas quartas de final, e se vencer a competição também garante uma vaga na Libertadores, o que faria o Brasileirão ter um G8. Além da dupla Fla-Flu, o Sport também segue na luta pelo título da Sul-Americana.

E o G9? Depende do atual terceiro colocado, o Grêmio, o único representante brasileiro na atual Libertadores. O tricolor gaúcho está na semifinal da competição, enfrentando o Barcelona de Guayaquil. E, claro, o campeão de um ano está garantido no torneio do ano seguinte. E com isso o Brasileirão “classificaria” nove times (entre aspas porque três já estariam garantidos por outras competições).

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro!

Mas enquanto nada disso acontece, o Atlético retoma os treinamentos pensando na partida do domingo (1) contra o Atlético-MG, às 19h, na Arena da Baixada. Após as falhas que levaram à derrota para o Santos, o plano para a semana é simples. “Agora é melhorar e corrigir, para que o Atlético não cometa mais esses erros”, resumiu o técnico Fabiano Soares.