Catimba, cartões amarelos, expulsões e um bom público na Arena da Baixada. Foi assim o primeiro encontro do Atlético com o seu torcedor na temporada de 2017, no amistoso diante do Peñarol que terminou empatado em 0x0, na noite desta quarta-feira (25). Se o futebol apresentado pelo time atleticano não empolgou, a partida contra os uruguaios serviu para o Furacão sentir um pouco já o clima da Libertadores da América, já que o Rubro-Negro faz sua estreia no torneio internacional na próxima quarta-feira (1), também em casa, diante do Millonarios, da Colômbia. Antes, uma equipe alternativa deverá estrear no Campeonato Paranaense diante do Rio Branco, neste domingo (29), às 17h, em Paranaguá.

Confira como foi o jogo no Tempo Real da Tribuna!

Atlético e Peñarol protagonizaram um duelo quente na Arena da Baixada e que passou longe de ser um simples amistoso. O Furacão, com mais posse de bola, mas ainda sentindo um pouco a falta de ritmo de jogo, não conseguia parar na boa marcação da equipe uruguaia. O time rubro-negro, com a mesma estrutura tática da última temporada, conseguiu chegar pela primeira vez com perigo somente aos 14 minutos, mas Nikão, no rebote, acabou errando o alvo. Na sequência, o estreante Luis Henrique recebeu na área de Nicolas, girou e o goleiro Guruceaga defendeu.

Abusando das faltas, o Peñarol abriu sua caixa de ferramentas e o jogo ficou quente, com algumas confusões e discussões entre os jogadores dos dois times. Aos 27, o time atleticano chegou com perigo. Depois  da confusão na área, o goleiro Guruceaga se atrapalhou e Pablo por pouco não chegou. O camisa 92 do Furacão, melhor em campo nos primeiros 45 minutos, chegou com perigo aos 36, fez grande jogadas, mas errou na hora do cruzamento.

Os minutos finais de partida no primeiro tempo pegaram fogo. O Atlético chegou com perigo com Nikão, de fora da área, mas a bola saiu por pouco. O Peñarol respondeu aos 40 minutos. Depois do cruzamento, Nández recebeu livre na área, chutou forte e Santos salvou. Dois minutos depois, em outra boa jogada de Pablo, Nicolas fez o cruzamento preciso para Luis Henrique, mas o camisa 9, livre na área, cabeceou para fora e perdeu grande chance de abrir o placar na Arena.

Mais comedidos na etapa final, os dois times se preocuparam em jogar bola até a metade do segundo tempo. A primeira chance foi do time uruguaio. Aos 6 minutos, Gastón Rodriguez arrancou e, da entrada da área chutou no meio do gol e facilitou a defesa de Santos. O Furacão respondeu com dois jogadores que entraram no segundo tempo. Aos 11 minutos, Sidcley cruzou e Crysan cabeceou na trave.

O time atleticano, melhor distribuído e mais organizado, chegou com perigo aos 19 minutos. Matheus Rossetto fez o cruzamento para Luis Henrique, mas o camisa 9, novamente livre, errou a cabeçada e mandou para fora. A partir dos 26 minutos, a partida descambou novamente para a violência. Nikão e Guzman Pereira se estranharam, trocaram socos e foram expulsos.

O clima do jogo voltou a ficar quente e as divididas novamente mais fortes. Aos 31, depois de dividir a bola com Léo na linha de fundo, Ángel Rodriguez agrediu o lateral atleticano e foi expulso. Com um jogador a mais, a pressão do Furacão aumentou em busca do gol da vitória. Porém, as mudanças feitas pelo técnico Paulo Autuori fizeram o Furacão diminuir o ímpeto da equipe. Ainda no final, Luis Henrique e Luiz Otávio criaram boas chances no final, mas não conseguiram evitar o empate sem gols na Arena.

Ficha técnica

AMISTOSO

Atlético 0x0 Peñarol

Atlético
Santos; Jonathan (Léo), Paulo André (Wanderson), Thiago Heleno (Marcão) e Nicolas (Sidcley); Luiz Otávio, Lucho González (Matheus Rossetto), Pablo (Matheus Anjos), Felipe Gedoz (Crysan) e Nikão; Luis Henrique.
Técnico: Paulo Autuori

Peñarol
Gastón Guruceaga; Álex Silva, Ronaldo Conceição (Perg), Ramón Arias e Hernán Petryk; Nandez, Guzmán Pereira, Matías Mier (Novick), Gastón Rodriguez (Martín Boselli); Júnior Arias (Angel Rodriguez) e Mauricio Affonso (Tomás Costa).
Técnico: Leonardo Ramos

Local: Arena da Baixada
Árbitro: Jhonatan H. Andrade
Assistentes: Lucas de Andrade Amaral e Priscila Cremonez
Cartões amarelos: Luis Henrique, Nikão, Luiz Otávio (CAP); Ronaldo Conceição, Gastón Rodriguez, Matías Mier, Hernán Petryk, Perg (PEN)
Cartões vermelhos: Nikão (CAP); Guzmán Pereira, Angel Rodriguez (PEN)
Público total: 29.367