Aos poucos, o meia Felipe Gedoz vai recuperando seu espaço no Atlético. Depois de ter sido afastado na era Eduardo Baptista, por estar acima do peso, o jogador foi reintegrado ao elenco do Furacão e entrou no segundo tempo das últimas três partidas (derrota por 2×0 para a Ponte Preta e vitória por 1×0 sobre o Vasco, no Brasileirão, e na derrota por 3×2 para o Grêmio, pela Copa do Brasil, quando marcou um gol).

Porém, a sua condição física e tática ainda não é vista como a ideal pelo técnico Fabiano Soares. Desde que chegou ao clube, o treinador vem elogiando muito a qualidade do camisa 10 rubro-negro, mas acredita que ele ainda não está no peso ideal e que não se adaptou ao futebol brasileiro.

“O Felipe é um jogador diferenciado, mas com a intensidade do futebol brasileiro e atual não podemos jogar com essa intensidade. Ele marca a diferença, mas tem que treinar mais forte, baixar o peso. Pode ser muito valioso para nós, mas tem que demonstrar mais a parte dele também”, apontou Soares.

Confira a tabela completa do Brasileirão!

Felipe Gedoz foi contratado para o início deste temporada, quando o Atlético desembolsou cerca de R$ 5 milhões para trazê-lo do Club Brugge, da Bélgica. Chegou com uma expectativa alta por parte da torcida e é um dos artilheiros do time no ano, com cinco gols. Mas o peso acima do esperado e algumas más atuações o tiraram por um tempo da equipe. Tanto que fez apenas 18 jogos no ano.